Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

O Agni

O Agni (fogo em hindu) é capaz de percorrer 5000 quilómetros e de transportar uma ogiva nuclear de uma tonelada. As principais cidades chinesas estariam ao seu alcance, incluindo Pequim, sendo uma arma de longo alcance comparável às detidas por países como Estados Unidos, Reino Unido ou Rússia. O míssil testado com sucesso pela Índia foi lançado na última noite e acaba por ser uma demonstração de força de Nova Deli.

Com este lançamento, "a Índia assume-se como uma grande potência armada", declarou no final o chefe do departamento de investigação e desenvolvimento de armas indiano, Vijay Saraswat, em afirmações citadas pela Associated Press. O ministro da defesa classificou o teste de lançamento como "imaculado", segundo noticia a agência britânica Reuters, e o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, diz que o país ultrapassou mais um "marco". "O lançamento de hoje representa mais um marco na nossa conquista da segurança nacional e na exploração das fronteiras científicas", acrescentou.

O programa balístico que deu origem a estes mísseis nasceu, segundo a Reuters, como uma reacção de defesa a eventuais ameaças balísticas chinesas. A mesma agência noticiosa frisa que somente os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU – China, França, Rússia, EUA e Reino Unido – terão armamento com este tipo de alcance.

Integrando o grupo de países em desenvolvimento que têm economias com grande expansão, a Índia aspira a ser um contrapeso regional à China, cuja capacidade militar ainda é superior à indiana, dado que dispõe de mísseis intercontinentais capazes de atingirem qualquer ponto do subcontinente asiático.

 

(in Publico)