Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Exploração Humana da Lua não faz parte dos planos da NASA

 

 

O GER, publicado no passado dia 20 de Agosto e que foi referido aqui, inclui de uma forma bastante evidente uma aposta nas missões humanasà Lua, como parte de uma estratégia para um possível envio de Humanos a Marte. Contudo, o director da NASA deixou bem claro que este tipo de planos não fazem do planeamento da NASA. 

 

Desde que a administração Obama cancelou o programa Constellation em 2010, que as missões à Lua como ponto intermédio numa possível viagem até Marte têm sido alvo de um debate bastante intenso. Para a administração Obama, o regresso à superfície lunar era desnecessário e o Constelattion seria inviável.

 

O relatório GER parece discordar. "Missões humanas à Lua permitirão demonstrações criticas das capacidades técnicas e para a exploração planetária, enquanto se tenta alcançar os objectivis científicos mais prioritários."

 

As missões lunares serão apenas um aspecto no plano desenvolvido pelo ISECG -  Internacional Space Exploration Coordination Group. A Estação Espacial Internacional é apontado como uma "excelente plataforma" para as atividades em preparação para a exploração humana além da órbita da Terra. Missões robóticas, desenvolvimento de tecnologia avançada, desenvolvimento de novos sistemas de espaço e infra-estruturas, actividades analógicas, e gestão de riscos para a saúde e desempenho humano são outros elementos do plano.

 

Podem ler mais sobre o conteudo deste relatório aqui.