Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Países europeus concordam em colaborar nos Drones

 


Vários países europeus, incluindo a Alemanha e a França, prometeram na passada terça-feira  lançar programas conjuntos em drones, com a ambição de produzir a próxima geração de aviões não tripulados a partir de 2020 para o nível europeu .


Reunidos em Bruxelas, os ministros da Defesa já aprovaram uma série de projetos de desenvolvimento de drones MALE (altitude média, longa duração), uma das deficiências mais gritantes da indústria de defesa europeia.


O lançamento desses programas devem ser aprovados pelos Chefes de Estado e de Governo da UE durante a sua reunião de Dezembro , dedicada em parte à defesa.


" Se a Europa quiser manter a capacidade estratégica, os países precisam de mutualização de forma pragmática, das suas habilidades e das suas acções", disse o ministro francês Jean -Yves Le Drian após a reunião. Ele saudou a criação do "clube de país utilizadores de drones", que pretende colaborar na formação, certificação, logística, manutenção e desenvolvimento de aviões pilotados remotamente. Este " clube " é inicialmente formado por sete países : Alemanha, França, Espanha, Grécia, Itália, Países Baixos e Polónia .


Além disso, a Agência Europeia de Defesa (EDA) foi responsável por um programa de pesquisa conjunta sobre o desenvolvimento de drones de dupla utilização, civil e militar,  já que estas aeronaves podem ser muito úteis para a vigilância das zonas fronteiriças ou maritimas como o Mediterrâneo . A ambição dos países europeus envolvidos é a base para a produção da próxima geração DRONE MALE "a partir de 2020", segundo os documentos.


"Estas decisões, as primeiras no seio da discussão a nível europeu, querem ser muito pragmáticas e cobrir todos os aspectos. Elas mostram que, apesar dos atrasos em comparação com outros actores internacionais, os estados tal como a indústria organizam-se ", disse um funcionário europeu .


Os países europeus utilizam atualmente drones militares americanos ou israelitas, mas sem a possibilidade de obter a certificação de vôo no espaço aéreo europeu .


Três grandes grupos industriais, a EADS, a francesa Dassault Aviation e da italiana Finmeccanica (Itália), proposeram associrarem-se em Julho, prara desenvolver um conjunto de drones MALE caso os governos assim o solicitassem .


Além dos drones, os ministros sublinharam a necessidade de os europeus a trabalharem o reabastecimento em voo, uma outra lacuna observada principalmente durante o conflito na Líbia em 2011.