Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

1964-2014: 50 anos de cooperaçao europeia no espaço

 

 

 

 

2014 é especial: este ano a comunidade do espaço celebra o aniversário da construção da Europa como uma potência espacial e 50 anos de conquistas únicas no espaço. 

 

O esforço de colaboração espacial na Europa nasceu oficialmente há 50 anos. No final dos anos 1940/1950, a integração europeia nas áreas científicas e tecnológicas estava muito em voga – até que duas declarações científicas, de Pierre Auger, de França, e Edoardo Amaldi, de Itália, se tornaram nos primeiros passos em direcção ao estabelecimento de uma presença significativa da Europa no Espaço.  

 

 

 

Auger, Amaldi e Kowarski no CERN

 

O documento informal de Amaldi ‘Introduction to the discussion on space research in Europe’, escrito em 1959, sugeria a criação de uma Organização Europeia de Pesquisa Espacial, que precisaria de cinco anos para estar operacional. Estavam a ser criadas as condições, que levaram a um encontro dos interessados com o Comité de Pesquisa Espacial, que aconteceu em Nice, França, em janeiro de 1960.  

 

Harrie Massey, do Reino Unidos, surgiu com um esboço de um possível programa para a organização espacial europeia. Cientistas encontraram-se novamente em Paris, em fevereiro de 1960. Foi dado um importante passo neste encontro, rumo à formaçização de um programa espacial europeu, baseado na proposta de Massey.

Num encontro de alto nível, entre membros da ciência e do governo, no CERN, em Meyrin, próximo de Genebra, no final de 1960, levou à aprovação da Comissão para o Estudo das Possibilidades da Colaboração Europeia no Campo do Espaço (COPERS).

 

Era aceite por todos que a ciência espacial europeia devia ser organizacionalmente distinta do desenvolvimento de lançadores. Estavam assim lançadas as sementes para a entrada da Europa no espaço com duas organizações. Em 1964, entraram em vigor as convenções para a Organização Europeia de Desenvolvimento do Lançador e a Organização Europeia de Pesquisa Espacial. Um pouco mais de uma década depois, a ESA nascia, substituindo estas duas organizações. 

Numa época marcada pela incerteza política, que marcou os anos 60 e 70 do século passado, ficou estabelecida uma base para a colaboração europeia nas ciências espaciais e suas aplicações, bem como no desenvolvimento de lançadores. Esta base suportou o bem-sucedido programa espacial europeu que se seguiu.

 

Estão planeadas uma série de eventos e atividades para o ano de 2014 para marcar os 50 anos da cooperação europeia no espaço – um aniversário para todo o setor do espaço na Europa, que pode estar orgulhoso dos seus resultados e conquistas. Quando os Estados Membros partilham os mesmos objetivos e juntam esforços, poem a Europa na linha da frente do progresso, inovação e crescimento, para benefício de todos os cidadãos. 

 

 

David Willetts MP, Jean-Jacques Dordain e Roy Gibson

 

O director geral da ESA Jean-Jacques Dordain lançou as celebrações por ocasião da colocação da primeira pedra do centro da ESA ECSAT, em Harwell, Reino Unido, a 5 Dezembro 2013.

 

“Esta é uma boa oportunidade não apenas para recordar conquistas do passado, mas também para refletir na evolução do futuro,” disse Dordain.

 

(in ESA)