Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Potencial português finalmente explorado

Janeiro 31, 2012

Vera Gomes

Uma visita guiada pelo Céu é o título de uma notícia da Renasncença que dá conta que o céu alentejanjo é já um roteiro turístico por muitos dos entusiastas pelos Astros.

Confesso que há muitos anos atrás tive a oportunidade de participar em dois eventos realizados no Alentejo: o Astrovide e a Astrofesta que naquele ano se realizou em Nisa. E ter adormecido deitada de papo para o ar a ver uma enorme mancha mais conhecida popr Via Láctea é de facto uma sensação deliciosa!

Fico por isso satisfeita que o céu Alentejano seja finalmente reconhecido como um bom local de observação astronómica e que isso atraia turistas e que a Rota Dark Sky seja um sucesso!

China Space's Program - From Conception to Manned Spaceflight

Janeiro 28, 2012

Vera Gomes

Recentes rumores dizem que a China irá adiar a missão  Shenzhou-10 para 2013.

Parece-me por isso uma boa altura para sugerir a leitura do "China Space's Program - From Conception to Manned Spaceflight" do Brian Harvey. No editor da Space Review, Jeff Foust, este livro é provavelmente o melhor sobre o programa espaciais chinês. O programa chinês que está conotado como sempre misterioso e a existência de pouca informação pública sobre o mesmo. Harvey reúne nesta obra várias fontes de informação e contéudos dispersos numa obra que abarca a história do programa espacial chinês desde o seu inicio até ao primeiro voo tripulado. 

 


Posição Chinesa

Janeiro 19, 2012

Vera Gomes

Muito se tem falado nos últimas semanas do irão e das suas ameaças de fechar o Estreito de Ormuz que valeu a repudiação de (quase) toda a comunidade internacional, sobretudo dos Estados Unidos.

 

Hoje é noticia do Sol a posição chinesa quanto ao Irão e às suas políticas nucleares e internacionais. O primeiro ministro chinês assegurou que irão continuar a comprar petróleo ao Irão e minimizou o incidente de Ormuz. Ainda nas palavras do governante chinês "é preciso proteger o comércio internacional" e daí a China não cortar qualquer tipo de relações comerciais com o Irão e os seus vizinhos.

 

Cada vez que leio notícias sobre este tipo de posições da China, os lançamentos chineses para outros países (por exemplo o satélite nigeriano foi quase que "oferecido" e lançado pelos chineses) lembro-me da teoria do soft power de J. Nye que a China muito habilmente tme posto em prática. Estou certa que ainda ouviremos mais notícias deste tipo nos próximos tempos.

Ainda o código de conduta - o fim?

Janeiro 17, 2012

Vera Gomes

Já tinha escrito sobre o Código de Conduta no Espaço proposto pela Europa aqui e aqui.

 

Agora, os Estados Unidos tornaram pública a sua decisão de não o assinar o que certamente levanta vários senãos para que o código europeu de conduta vingue.

 

Foi sem sombra de dúvida um volte face nos acontecimentos quando a Ellen Tauscher, sub-Secretária de Estado para o COntrolo de Armas e Segurança Internacional, comunicou aos jornalistas que os EUA não iriam assinar nem apoiar o Código de Conduta para as Actividades Espaciais  proposto pela Europa por se tratar de um código demasiado restritivo.

 

Ao que parece, os EUA têm algumas questões com a estratégia do código para o a gestão do tráfico espacial que poderá restringir no futuro operações espaciais.

 

Outros países também já se afastaram do Código de Conduta: Rússia, China, India e Brasil. A India levantou várias questões relacionadas com o facto de o Código de Conduta não ser um instrumento legal vinculativo e pelo facto de replicar algumas leis domésticas já existentes das nações que o estavam a considerar. Há ainda o facto da União Europeia não ter consultado algumas nações da asiáticas quando iniciou o processo.

 

As objecções chinesas ao Código estão relacionadas mais com o controlo de armamento do que com a regulamentação do código. China opõe-se à insistência do código em que os Estados que o adoptem deverão partilhar informação das suas políticas nacionais a nível espacial, incluindo objectivos e actividades relacionados com segurança e defesas. 

 

Para saber mais sobre este assunto, poderão ler o artigo publicado esta semana na Space Review.

 

Novidades Fresquinhas

Janeiro 10, 2012

Vera Gomes

O antigo Presidente indiano Abdul Kalam desafiou o seu país a explorar as vantagens de energia solar com base no espaço numa conferência na Anna University. Ele afirmou que a energia solar com base no espaço tem inúmeras vantagens quando comparada com o método tradicional de energia solar com base na terra. Uma dessas vantagens é o facto que no espaço é possível recolher luz solar durante 24h/dia. Além disso, Kalam propôs que fosse concebido nano-packs de energia que pudessem ser usados para transferir a energia para a Terra.

 

A Índia tem mais de 40 anos de experiência no espaço e atingiu uma capacidade robusta e madura na área de aplicações espaciais (telecomunicações e remote sensing), operações terrestres e sistemas de lançamento. Historicamente a Índia focou-se quase exclusivamente na área de aplicações. Enquanto o interesse indiano nas aplicações continua a existir (com projectos como o seu próprio sistema global de posicionamento), o interesse na exploração e voos tripulados é relativamente recente. Em termos tecnológicos, comparar o programa espacial indiano com o chinês é um pouco forçado. Enquanto a Índia gasta um pouco mais do que a Rússia na área espacial, a percentagem em termos de Produto Interno Bruto que a Índia destina ao espaço é apenas ultrapassada pelos EUA. Com o desenvolvimento do veículo de lançamento indiano, é expectável que em breve a Índia seja um novo fornecedor de serviços de lançamento low-cost, rivalizando directamente com a Rússia e a China, o que poderá trazer maior facilidade à Índia em ser o fornecedor para clientes americanos.

 

Podem ler mais sobre este apelo e o programa espacial indiano aqui, aqui e aqui.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow