Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

2014 foi um bom ano para a Arianespace

 

Todos os anos, a Arianespace faz um balanço das suas actividades na Guiana Francesa. Nos últimos dois anos, fala-se muito da chegada da SpaceX ao mercado para o acesso ao espaço, mas para a Europa, é reconfortante notar que Arianespace ainda mantém a sua posição de liderança, apesar da concorrência ser cada vez maior. 

Alguns pontos de referência:
     11: onze lançamentos a partir do Centro Espacial da Guiana Francesa (Kourou), seis Ariane 5, Soyuz e Vega quatro, o terceiro lançamento de sucesso desde o primeiro voo do novo pequeno lançador europeu em 2012.
     23: vinte e três satélites lançados em 2014 (18 de telecomunicações incluindo 10 satélites geoestacionários, Galileo 2, 2 satélites de observação e de carga ATV)
     63: uma série ininterrupta de sessenta e três lançamentos bem-sucedidos com o Ariane 5 em 12 anos.
     77,1: toneladas, o novo recorde absoluto de massa total em órbita num ano.
     502: o número total de satélites lançados desde a criação da Arianespace.
     1367: em milhões de euro, um número ainda provisório do total de vendas da Arianespace em 2014.

 

Para mais detalhes, apenas disponível em francês, aqui.