Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Sugestão de leitura

Janeiro 31, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

 

A indústria espacial está a entrar numa nova era de liberdade com a oportunidade de competir de forma independente dos programas governamentais. Esta liberdade tem um preço. A cultura política do subsídio que imperou no pasado está a morrer. Isto significa que o fracasso é não apenas possível, mas provável para os despreparados e ineficientes. Para mais observadores casuais, a visão geral das correntes da história do espaço comercial será inestimável para a identificação de oportunidades económicas relacionadas com o espaço e permitirá que aqueles mais experientes em campo possam reavaliar o seu futuro.

O autor informa o público sobre o potencial que existe em setores relacionados com o espaço, ao mesmo tempo deixa claro para os profissionais que há um novo imperativo que vem à existência com o declínio e a marginalidade da NASA no espaço comercial. O futuro potencial económico é projetada de maneira nem sempre percebidas por aqueles imersos em operações do dia-a-dia.

 

Este livro está à venda na Amazon e infelizmente com um preço pouco simpático....

A última viagem do Challenger

Janeiro 30, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

 

Vinte e oito anos depois da explosão do vaivém da NASA, Challenger, que matou todos seus tripulantes, foram encontradas fotos nunca antes divulgadas sobre o desastre.

 

Lançado pela primeira vez rumo ao Espaço a 4 de abril de 1983, o vaivém espacial Challenger acabaria por ficar para a história pelos piores motivos.

 

A 28 de janeiro de 1986, o Challenger partiu na sua décima e última viagem espacial. Devido a um defeito nos tanques de combustível, o vaivém explodiu 76 segundos depois de ter sido lançado, matando todos os seus ocupantes, incluindo, além de sete membros da equipa da NASA, a professora Christa McAuliffe: a primeira civil a participar num voo espacial.

 

Numa altura em que se celebra o 28.º aniversário do acidente, um utilizador do site American Moustache revelou uma série de fotos, que diz ter encontrado numas caixas após a morte da sua avó. Para ver as fotos, clique aqui.

 

(retirado aqui)

Empresa portuguesa vai construir laser para a Agência Espacial Europeia

Janeiro 29, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

 

 

 

A LusoSpace vai construir um laser de alta potência para a Agência Espacial Europeia que irá servir para detetar ondas gravitacionais no espaço em 2034.

 

A empresa portuguesa lidera o consórcio vencedor de um contrato com a ESA de três milhões de euros, que inclui ainda a Fundação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, o Centro Laser de Hanôver (LZH) e o Centro de Investigação Espacial Checo.

O acordo prevê a construção de um laser de alta potência e estabilidade para uma missão que terá como objetivo detetar ondas gravitacionais - as mesmas previstas por Einstein na teoria da relatividade geral, de 1915, mas que até agora nunca foram observadas experimentalmente.

O projeto será composto por uma fase de conceção do laser e verificação dos seus componentes, seguida pela manufatura do sistema e realização dos testes de desempenho. Esta última, a fase de testes, é particularmente exigente pelo que o laser desenvolvido terá que ser testado dentro de uma câmara de vácuo UHV (ultra-high vacuum) com estabilização térmica e mecânica, explica a LusoSpace em comunicado.

O sistema de laser em si é composto por um laser de alta estabilidade e um amplificador de fibra ótica.

A missão da ESA, de nome eLISA e prevista para 2034, vai abranger três satélites em órbita do Sol, separados uns dos outros por um milhão de quilómetros (mais de três vezes a distância da Terra à Lua), e posicionados de maneira a formar um triângulo.

Os três satélites estarão ligados por feixes de lasers, formando um sistema de medição de distâncias de alta precisão. "O sistema a desenvolver permitirá medir distâncias semelhantes às do movimento de um átomo, na ordem dos picómetros. Nunca tal precisão foi conseguida pelo homem num projeto espacial ou terrestre".

O facto de o lançamento da missão estar previsto apenas para 2034 e a ESA já ter adjudicado o contrato da construção do laser ilustra bem o desafio tecnológico em mãos, acrescenta a LusoSpace.

 

(retirado daqui)

Portugueses são os que menos importância dão à exploração espacial

Janeiro 28, 2014

Vera Gomes

Os portugueses são os europeus que menos apoiam um reforço do investimento da União Europeia na exploração espacial, com apenas um terço a considerarem-no importante.

De acordo com o "Eurobarómetro" sobre "a atitude dos europeus relativamente a atividades espaciais", apenas 32% dos portugueses consideram importante que a UE invista mais na exploração espacial, o valor mais baixo entre os 28 Estados-membros, onde, em média, 47% dos cidadãos inquiridos consideram importante tal investimento.

 

A importância dada à exploração espacial varia entre os 67% na Bulgária e 65% na Finlândia (os valores mais elevados) e os 32% em Portugal e 35% em Malta e Espanha (os números mais baixos).

 

Mostrando-se invariavelmente dos europeus menos entusiasmados relativamente às vantagens que o setor espacial pode representar para a UE nos mais diversos setores, os portugueses são também dos que menos importância dão ao envolvimento da Europa na exploração de Marte nos próximos 20 anos, no quadro de uma missão internacional.

 

Questionados sobre se consideram importante que a Europa faça parte dessa missão internacional a Marte num horizonte de 20 anos, apenas 29% dos portugueses inquiridos responderam afirmativamente, o quarto valor mais baixo na UE, apenas à frente de Alemanha (19%), Suécia (23%) e Espanha (27%), e a par de Áustria e Lituânia, e seis pontos abaixo da média comunitária (35%).

 

Em resposta a uma questão de ordem mais geral, sobre quais devem ser as grandes prioridades da União Europeia num horizonte temporal de 20 anos, os portugueses apontam de forma maioritária o emprego, a prioridade apontada por 60% dos inquiridos, o que constitui o segundo valor mais elevado na UE, apenas atrás de Espanha (68%), onde a taxa de desemprego atual é das mais elevadas da Europa.

 

Divulgado no dia em que se celebra uma conferência sobre política espacial, em Bruxelas, este estudo foi realizado já entre maio e junho de 2013, tendo sido inquiridas em Portugal 1.007 pessoas, pela TNS Euroteste.

 

(in TSF)

Dark Sky Alqueva conquista 2º lugar em prémio mundial

Janeiro 28, 2014

Vera Gomes

 

Dark Sky Alqueva conquista 2º lugar em prémio mundial

 

 

 

 

O projeto Dark Sky Alqueva conquistou esta quinta-feira, o segundo lugar do Prémio Ulysses, na categoria de Inovação para Organizações Não-Governamentais. Atribuído anualmente pela Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas, com sede na capital espanhola, o Prémio Ulysses visa distinguir as melhor iniciativas promovidas no setor do turismo em todo o mundo. 

Apadrinhado pelo Turismo de Portugal e pela Secretaria de Estado do Turismo, o programa Dark Sky Alqueva apresentou a candidatura ao prestigiado prémio internacional, conseguindo, agora, conquistar um histórico segundo lugar, de acordo com o comunicado enviado.

 

 O projeto Dark Sky Alqueva conquistou na passada quinta-feira, o segundo lugar do Prémio Ulysses, na categoria de Inovação para Organizações Não-Governamentais. Atribuído anualmente pela Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas, com sede na capital espanhola, o Prémio Ulysses visa distinguir as melhor iniciativas promovidas no setor do turismo em todo o mundo. 

Apadrinhado pelo Turismo de Portugal e pela Secretaria de Estado do Turismo, o programa Dark Sky Alqueva apresentou a candidatura ao prestigiado prémio internacional, conseguindo, agora, conquistar um histórico segundo lugar, de acordo com o comunicado enviado ao Boas Notícias. 

Recentemente, a iniciativa lusa foi também indicada pela Comissão Europeia como um caso de inovação e boas práticas, no documento 'Reforçar a Competitividade do Turismo na UE -  Uma Abordagem para o Estabelecimento de 20 casos de inovação e boas práticas'. Destaque ainda para a conhecida revista National Geographic que elegeu o Dark Sky Alqueva como uma das atrações do Alentejo a não perder em 2014.

 

Já tinhamos mencionado o Dark Sky Alqueva aqui e podem ler mais sobre este prémio aqui.

Relatório Anual do Sector Espacial do Canadá

Janeiro 27, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

 

 

A Agência Espacial Canadiana (CSA) lançou o seu Relatório anual do Sector Espacial Canadiano para 2012. O relatório, de 24 páginas, observa um declínio na receita total de 4,5% em relação ao ano anterior, com receita total chegando a 3.327 milhões dólares americanos.

 

De acordo com o relatório, várias empresas do sector  e universidades tiveram uma diminuição na receita.

 

Para ler o relatório completo, clique aqui.

Droides espaciais para salvar a Terra!

Janeiro 24, 2014

Vera Gomes

Um cometa que se dirige na direção da Terra ameaça a existência da humanidade - este foi o cenário virtual do torneio Zero Robótica deste ano. Alunos do ensino secundário das escolas de toda a Europa controlando satélites em miniatura na Estação Espacial Internacional numa competição para salvar o nosso planeta.

A estação espacial foi transformado em um campo de jogo para as finais. O jogo robô final desafiou os jovens a escrever algoritmos que controlavam as esferas.
Para saber mais sobre esta competiçao e sobre os resultados e estratégias adoptadas, clicar aqui.

ONU recebe conselhos de Astronauta sobre escudo anti-asteróides

Janeiro 23, 2014

Vera Gomes

 

 

 

Quando em Fevereiro 2013 um meteoro explodiu sobre Chelyabinsk, na Rússia, as agências espaciais do mundo descobriram, juntamente com o resto de nós, no Twitter e no YouTube. Isto, diz o ex-astronauta Ed Lu, é inaceitável e as Nações Unidas concordam.

Em Outubro 2013, a Assembleia Geral da ONU aprovou um conjunto de medidas para limitar os perigos de asteróides. A ONU prevê a criação de um "International Asteroid Warning Group" para os países membros para compartilhar informações sobre rochas espaciais potencialmente perigosas. Se os astrónomos detectarem um asteróide ameaçador, o Comité das Nações Unidas para o Uso Pacífico do Espaço Exterior ajudará a coordenar uma missão para desviá-lo.

 

Lu e outros membros da Associação de Exploradores Espaciais (ASE) recomendaram que a ONU desse os primeiros passos em direção à resolução do problema dos asteróides. A ASE também pediu à ONU para coordenar uma missão prática asteróide-deflexão para testar tecnologias para empurrar uma pedra fora do curso, antes que de facto seja necessário recorrer a este tipo de tácticas.

 

 

podem ler mais sobre estas propostas aqui.

 

Irão prepara-se para lançar 3 satélites

Janeiro 22, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

 

Teerão está a preparar-se para lançar três novos satélites de fabrico nacional no futuro, iraniano Vice-Presidente para Assuntos Executivos Mohammad Shariatmadari anunciado no sábado, 11 Janeiro.

 

"Se Deus quiser, os satélites Tadbir, Sharif Sáb e Fajr estão todos em fase final (de preparação) e prontos para serem lançados", disse

 

Shariatmadari.  Recusou-se, contudo, a especificar uma data para o lançamento dos satélites, dizendo que será lançado em devido tempo, depois de passar os testes técnicos.

Envie o seu nome para o Espaço

Janeiro 20, 2014

Vera Gomes

 

 

A NASA está a convidar qualquer pessoa para registar o seu nome num microchip. Em 2016, a agência espacial vai enviá-lo numa nave espacial para o asteróide Bennu.

 

Durante mais de dois anos, a sonda vai recolher amostras da superfície de Bennu. No fim da missão, as amostras serão enviadas para Terra. Em troca, os nomes dos subscritores ficarão depositados no asteróide.

 

O objectivo da iniciativa é aproximar os cidadãos da exploração espacial. Para Dante Laurette, responsável pela missão Osiris-Rex. "É uma grande oportunidade para as pessoas se envolverem na missão e se juntarem a nós no lançamento".

 

Os interessados na iniciativa poderão subscrever o seu nome aqui



Ler mais: http://visao.sapo.pt/envie-o-seu-nome-para-o-espaco=f765602#ixzz2qqjv4SAh

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow