Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Nave espacial russa está a cair em direção à Terra

Abril 29, 2015

Vera Gomes

"Começou a descida. Não tem mais nenhum sítio para onde ir", disse um responsável conhecedor da situação à AFP, sob condição de anonimato, antes de uma declaração da agência espacial russa, que é esperada ainda hoje.

 

"É agora claro que começaram reações absolutamente incontroláveis", acrescentou esta fonte, que a agência francesa não identifica, mas que explica que a descida marca o fim da missão 'Progress', apesar de as autoridades russas ainda irem tentar mais uma vez a comunicação.

 

"Marcámos mais duas comunicações para tranquilizar a nossa consciência", disse o responsável, acrescentando que é difícil prever quando é que o veículo cairá, de facto, na Terra.

 

O foguetão Soyuz que levava a nave Progress M-27M com mantimentos para a Estação Espacial Internacional foi lançado na terça-feira, mas as comunicações foram perdidas pouco depois.

 

Um porta-voz da agência russa não quis comentar o sucedido.

 

O programa espacial russo é um motivo de orgulho para a população local, mas nos últimos anos têm surgido uma série de contratempos e falhanços, nomeadamente a perda de vários satélites e a queda de uma nave similar, em 2011, na Sibéria.

 

O vice-primeiro-ministro russo com o pelouro da indústria aeroespacial, Dmitry Rogozin, actualmente na China, disse estar em constante contacto com a agência espacial e escreveu no Twitter: "Estamos todos preocupados com a nossa nave de carga".

 

A NASA disse entretanto que a nave espacial não levava a bordo material fundamental para a secção norte-americana da Estação Espacial Internacional, mas que os astronautas têm mantimentos suficientes para os próximos meses.

 

 Em baixo podem ver o vídeo onde se verifica que o Progress esteve num rodopio alucinante quando chegou a órbita.

 

 

 

EUA declaram guerra espacial à China e Rússia?

Abril 21, 2015

Vera Gomes

 

 

Um General norte-americano afirmou publicamente que as actividades espaciais recentes da China e da Rússia são um motivo de preocupação. O tenente-general John "Jay" Raymond mencionou um teste ASAT não destrutivo da China no ano passado, bem como dois satélites russos que realizaram manobras orbitais que também sugerem testes ASAT.
 
Em declarações numa sessão restrita na semana passada durante o Simpósio do Espaço 2015 que se realiza nos Estados Unidos, o vice-secretário de Defesa Bob Work enfatizou a necessidade de maior "controlo no espaço" para proteger os activos espaciais dos Estados Unidos. A linguagem de "controlo no espaço" preocupa alguns analistas que pensam que isto pode significar o princípio para actividades espaciais contra-ofensivas.
 
Podem ler mais sobre este tópico aqui e aqui.

Lua na ribalta!

Abril 20, 2015

Vera Gomes

A Lua volta a estar no centro das atenções do programa espacial russo: Rússia quer enviar o homem à Lua dentro de 15 anos. O chefe da Roscosmos, Igor Komarov, disse na passada terça-feira que a agência espacial russa - a Roscomos - está a elaborar planos para missões humanas até 2030 que fazem uso de uma versão pesada do foguete Angara. Contudo, a agência espacial não revelou o custo do programa ou outros detalhes importantes.
 
Resta esperar para ver o que acontece nos próximos 15 anos...

Música do espaço

Abril 16, 2015

Vera Gomes

O ex-astronauta canadiano, Chris Hadfield, irá lançar um álbum. O primeiro álbum do Hadfield será lançado no próximo Outono pela Warner Music Canadá. O álbum, ainda sem título, inclui faixas de Hadfield realizados com uma viola a bordo da Estação Espacial Internacional em 2013.

 

Enquanto o albúm não seja às lojas, podem ver a versão de Space Oddity que Hadfield fez a bordo da Estaçao Espacial Internacional e que foi visto por milhões de pessoas no Youtube no vídeo abaixo.

 

 

 

(Quase) A fazer história

Abril 16, 2015

Vera Gomes

 

 

A Space X lançou o Falcon 9 para a Estaçao Espacial Internacional e tentou mais uma vez, fazer aterrar o primeiro estágio do lançador. Quase o conseguiu, como se vê no vídeo acima.

O Falcon 9 descolou na passada terça-feira do Cabo Canaveral e, após a fase de separação, a primeira parte do lançador tentou pousar num navio no Atlântico. No entanto, a empresa disse que o estágio fez um pouso forçado. O vídeo acima foi divulgado pela SpaceX na pasada terça-feira e mostra o estágio a deslocar-se horizontalmente enquanto descia, e a não totalmente corrigir-se antes de chegar ao navio.  O CEO da SpaceX, Elon Musk, twittou terça-feira que "stiction", ou fricção estática, numa válvula causou à aterragem forçada. Musk excluiu mais tarde esse tweet.

Economia do Espaço

Abril 14, 2015

Vera Gomes

 

Os EUA e a Europa são os dois dos maiores actores na arena espacial internacional. Considerando-se relevante o seu envolvimento no espaço, a análise dos cenários industriais, projectos e linhas orçamentais dos EUA e da Europa visa traçar o seu papel na economia global do espaço para entender melhor as tendências actuais e futuras do sector a nível internacional.

A economia global do espaço atingiu 314.170 milhões dólares americanos em 2013, com crescimento de 4% a partir de 2012, crescimento esse de 302,22 biliões de dólares.
 
O sector comercial, incluindo produtos e serviços espaciais e infra-estrutura comercial, foi o responsável pela parte maior parte deste crescimento. Receita de produtos comerciais e actividades espaciais, infra-estruturas comerciais e indústrias de apoio aumentaram, respectivamente, 7% e 4,6% desde 2012.
 
Os gastos públicos enfrentaram diferentes evoluções a nível mundial, com uma redução substancial no gasto americano no espaço e aumento orçamental noutros países, como a Índia, Rússia, Coreia do Sul, Canadá e Reino Unido.
 
O Relatório da Space Foundation de 2014 indicou que o total da economia de espaço em 2013 pode ser esquematizado da seguinte forma: 24% dos gastos dos governos (13% dos Estados Unidos, 11% não-EUA) e 76% comercial (indústrias de infra-estrutura e suporte comercial 37%, 39% produtos comerciais e serviços).

EUA querem cooperar mais com a Índia

Abril 13, 2015

Vera Gomes

 

Frank Rose, do Departamento do Estado dos EUA frisou na Índia, na reunião Dialogo de Segurança Espacial India-EUA que teve lugar em Março, que os EUA querem uma cooperação mais próxima com a Índia na área de segurança espacial, realçando preocupações sobre as capacidades espaciais chinesas "perturbadoras e destrutivas".Também procurou o apoio da Índia para o Código de Conduta Internacional para actividades no Espaço Exterior.

 

Os EUA afirmaram ainda que este Diálogo tem o propósito de manter a segurança a longo prazo e a sustentabilidade do ambiente do espaço exterior, incluindo percepção situacional do espaço e evitar colisões (lixo espacial).

 

Para lerem mais sobre esta reunião, basta clicar aqui.

Emirados Árabes Unidos procuram cooperação internacional

Abril 10, 2015

Vera Gomes

 Crédito imagem:GulfNews

 

Os Emirados Árabes Unidos (EAU) estão interessados em "cooperação estratégica" com os EUA no espaço.  Os funcionários da nova agência espacial dos Emirados Árabes Unidos visitaram os EUA no mês passado para reuniões entre ambas as agências do governo dos EUA e empresas. Estas reuniões incluiram discussões com a NASA que "reviram as possibilidades de cooperação e realização de projetos conjuntos."
 
Contudo, não é só com os EUA que os EAU procuram cooperar. Também no mês passado, há notícia de discussões com a Índia para fortelecer a relação bilateral que já possuem e cooperem na área do espaço. Segundo Bhushan, Consul Geral da India no Dubai, "como os EAU se estão a preparar para realizar feitos na área do espaço, tais como a missão que estão a planear para Marte em 2021, acreditamos que a cooperação entre a Índia e os EAU na àrea do espaço irá fortalecer e diversificar s relações bilaterais já existentes".
 
A Agência Espacial dos Emirados Árabes Unidos, durante o passado mês de Fevereiro realizou visitas, incluindo reuniões, com as agências espaciais francesa e italiana na esperança de conseguir estabelecer parcerias na área de espaço, quer para realizar projectos científicos, para intercâmbio de pessoal. Os representantes da agência árabe visitaram também o Gabinete para o Espaço Exterior da ONU sediado em Viena onde também discutiram possíveis forma de cooperação futura e troca de know-how no futuro.
 
 Entretanto, esta semana, os Emirados Árabes Unidos assinaram um Memorando de Entendimento com o CNES, a agência espacial francesa.
 
 
 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow