Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Russos estudam asteróides que ameaçam colisão com a Terra

Astrónomos russos e de outros países vão elaborar um catálogo detalhado de todos os asteróides que possam representar uma ameaça de colisão com a Terra, informou o Instituto de Astronomia Aplicada da Academia de Ciências da Rússia.

O catálogo, que deverá estar concluído em 2008, recolherá "toda a informação sobre cada asteróide e a descrição da sua órbita" para calcular se um dia poderá aproximar-se da Terra e a que distância, disse à imprensa o director do instituto, Andrei Filkenshtein.

"A Rússia, os Estados Unidos e o Japão começaram a elaborar programas contra a ameaça dos asteróides há cerca de dez anos. A criação de um catálogo é imprescindível para evitar a colisão de algum corpo espacial com a Terra", explicou o cientista.

Acrescentou que este trabalho permitirá "estudar as órbitas de todos os asteróides para as modificar em caso de perigo real", seja alvejando-os com mísseis nucleares ou enviando uma equipa de peritos para os perfurar e destruir com uma carga atómica, como faz a personagem de Bruce Willis no filme "Armageddon".

Segundo Filkenshtein, os mais perigosos são os asteróides da classe AC3, já que 66 por cento deles "representam uma ameaça por terem órbitas que se cruzam com a da Terra".

"Se um asteróide se aproximasse da Terra aconteceria uma catástrofe. O mais perigoso de todos é o N29075, com 1,1 quilómetros de diâmetro, que poderá colidir com a Terra em 2880", disse o especialista citado pela agência Interfax.

Afirmou ainda que a Rússia vai por em prática um programa federal dedicado à ameaça que os asteróides e cometas representam, em cooperação com a Agencia Espacial Russa, a Academia de Ciências, o Ministério da Defensa e empresas da indústria militar.

(in: http://sic.sapo.pt/online/noticias/vida/20060403+Russos+estudam+asteroides+que+ameacam+colisao+com+a+Terra.htm)