Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Agora que foi lançada a primeira pedra do Galileu!

Com o lançamento dos dois primeiros satélites operacionais da constelação Galileu, tenho visto alguns comentários em sites da especialidade e em jornais sobre as diferenças entre o Galileu e o GPS e de que forma o Galileu mudará a vida dos cidadãos europeus.

 

Nem de propósito, a newsletter de Empresas & Indústia da Comissão Europeia desta semana traz um artigo sobre o assunto. Destaca-se aqui os pontos principais:

 

- O Galileu irá permitir aos utilizadores saber a sua posição exacta no tempo e espaço, tal como o GPS, mas com maior precisão e fiabilidade.

- O uso combinado de GPS-Galileu irá aumentar consideravelmente a precisão disponível ao utilizador, permitindo obter posições até ao centímetro.

- O número de satélites irá aumentar exponencialmente e tornar-se independentes em caso de falha quer do GPS quer do Galileu.

- Mesmo em zonas remotas ou em zonas que netse momento é dificil de obter um sinal de satélite, o aumento do numero de satélites irá permitir colmatar esta falha do sistema actual.

- A indústria europeia poderá desensolver novos serviços de navegação com base no sinal disponibilizado para empresas

- Em momentos de crise, um serviço especial irá proteger o funcionamento do controlo de serviços criticos (por exemplo, transportes e serviços de emergência, policia, controlo de fronteira).

- O Galileu pode oeferecer uma alternativa mais barata e eficientie para a aviaçãoa civil, melhrando o controlo de tráfego aéreo, redução do consumo de combustível e aterragens mais seguras.