Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Novidades Fresquinhas

O antigo Presidente indiano Abdul Kalam desafiou o seu país a explorar as vantagens de energia solar com base no espaço numa conferência na Anna University. Ele afirmou que a energia solar com base no espaço tem inúmeras vantagens quando comparada com o método tradicional de energia solar com base na terra. Uma dessas vantagens é o facto que no espaço é possível recolher luz solar durante 24h/dia. Além disso, Kalam propôs que fosse concebido nano-packs de energia que pudessem ser usados para transferir a energia para a Terra.

 

A Índia tem mais de 40 anos de experiência no espaço e atingiu uma capacidade robusta e madura na área de aplicações espaciais (telecomunicações e remote sensing), operações terrestres e sistemas de lançamento. Historicamente a Índia focou-se quase exclusivamente na área de aplicações. Enquanto o interesse indiano nas aplicações continua a existir (com projectos como o seu próprio sistema global de posicionamento), o interesse na exploração e voos tripulados é relativamente recente. Em termos tecnológicos, comparar o programa espacial indiano com o chinês é um pouco forçado. Enquanto a Índia gasta um pouco mais do que a Rússia na área espacial, a percentagem em termos de Produto Interno Bruto que a Índia destina ao espaço é apenas ultrapassada pelos EUA. Com o desenvolvimento do veículo de lançamento indiano, é expectável que em breve a Índia seja um novo fornecedor de serviços de lançamento low-cost, rivalizando directamente com a Rússia e a China, o que poderá trazer maior facilidade à Índia em ser o fornecedor para clientes americanos.

 

Podem ler mais sobre este apelo e o programa espacial indiano aqui, aqui e aqui.