Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Cocó no espaço? A NASA está a procura de solução para o problema



Cocó

A NASA lançou um concurso que procura incentivar inventores a resolver esta questão incómoda e promete recompensar com 30 mil dólares (cerca de 28 mil euros) as melhores soluções para livrar os astronautas do "cocó espacial".

 

Necessidades: todos temos e fazemos. Agora imagine que está no espaço, com um fato de astronauta, sem casa-de-banho à vista e com uma tripulação à sua volta. Aí existe um problema por resolver.

 

Os inventores têm até 20 de dezembro para apresentar os seus projetos de um sistema pessoal de drenagem de dejetos capaz de dar conta de tudo, sem o uso das mãos, por um período até seis dias.

 

Neste momento os astronautas usam fraldas para assegurar as suas necessidades fisiológicas.

 

"No entanto a fralda é apenas uma solução temporária, e não é uma opção saudável e protetora com duração de mais de um dia", diz a Agência Especial Europeia.

 

Às vezes, os astronautas precisam de esperar mais tempo para fazer as suas necessidades fisiológicas. Os dois homens e uma mulher que embarcaram na nave Soyuz na passada semana demoraram dois dias inteiros entre o lançamento do foguete, no Cazaquistão, e a chegada à Estação EspacialInternacional (ISS), na órbita terrestre. E só aí conseguiram por em dia as suas necessidades.

 

Nas futuras missões espaciais, e em especial à missão que vai levar astronautas a Marte, a NASA avalia que serão necessários seis dias para que a tripulação possa ter acesso a uma casa de banho em condições.

 

Em situações de emergência, os astronautas podem precisar de vestir fatos pressurizados completos, para além de capacetes e luvas.

 

"Depois de vestidos os fatos espaciais, é impossível para os astronautas tocarem no seu próprio corpo, até mesmo para coçar o nariz", informou a NASA.

 

Os astronautas precisam de uma solução para se livrar de urina, fezes e sangue menstrual de forma eficiente ou vão ficar expostos a infeções. O problema é que, na ausência de gravidade, os fluidos podem aderir a superfícies, enquanto os sólidos flutuam no ar.

 

"Ninguém vai querer nenhum desses sólidos e fluidos presos ao seu corpo durante seis dias", acrescentou a NASA, comparando com os bebés e como é fácil que estes fiquem 'assados' pelo contacto com a fralda.

 

Uma vez dentro da estação orbital, os astronautas usam uma casa de banho que tem um sistema a vácuo e um tubo que ajuda a expelir a matéria fecal.

 

Para urinar é utilizado um funil preso a uma mangueira, que pode ser adaptado para as posições sentado ou em pé.

 

A NASA tem como objetivo testar dentro de um ano e implementar dentro de três anos os projetos vencedores do concurso.

 

Os detalhes estão disponíveis em www.herox.com/SpacePoop.

 

As primeiras missões tripuladas a Marte podem ser lançadas em 2030, segundo as previsões da Agência Espacial Norte-americana.




(retirado daqui)

Ilustração: João Falcato