Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Convite à imprensa: lançamento do Veículo Intermediário Experimental da ESA

 

 

O Veículo Intermediário Experimental da ESA está pronto para a sua missão de lançamento e reentrada a 11 de fevereiro. O lançamento está agendado para as 13:00 GMT (14:00 CET) num foguete Vega a partir do Porto Espacial Europeu, na Guiana Francesa. Os representantes dos Media são convidados a seguir o lançamento online ou a assistir aos eventos em Itália, Alemanha ou Espanha.

 

A missão IXV irá testar sistemas e tecnologias de ponta que irão equipar a Europa com capacidade de reentrada independente, além das bases de um sistema de transporte espacial reutilizável. Irá validar o desenho de aeronaves com sustentação, incorporando a simplicidade das cápsulas e a performance de veículos com asas, com grande capacidade de controlo e manobrabilidade para aterragens de precisão.

 

A ESA desenvolveu a capacidade de por a nave em órbita, acoplar automaticamente em alvos cooperantes ou não, e ainda aterrar em objetos celestes distantes, no nosso Sistema Solar. Dominar o retorno autónomo de órbita e a aterragem suave irá abrir um novo capítulo para a ESA. Esta capacidade é uma pedra angular para a fase dos lançadores reutilizáveis, a recolha de amostras de outros planetas e o regresso de tripulações do espaço, bem como futura tecnologia de observação da Terra, pesquisa em microgravidade, serviços de satélite, e missões de alienação.

 

Os resultados iniciais do voo deverão ser divulgados em torno de seis semanas depois.

 

Os resultados irão ser analisados pelo Program for Reusable In-Orbit Demonstrator for Europe, ou Pride, que está a ser estudado sob financiamento alocado pela ESA nos dois últimos Conselhos Ministeriais. O avião espacial será lançado pelo foguete europeu Vega, entrar em órbita e aterrará automaticamente numa pista. 

 

Depois de se separar do Vega 320, a km da Terra, o veículo de cinco metros de comprimento e duas toneladas irá subir até uma altura de cerca de 450 km e depois desce para a reentrada, gravando uma vastidão de dados captados por uma série de sensores convencionais e avançados.  

 

Depois de manobrar e desacelerar de velocidades hipersónicas para supersónica, o IXV irá lançar um pára-quedas multi-etapas para continuar a descida. Depois de cair no Pacífico, será amparado por flutuadores, até ser recuperado por um barco, sendo analisado posteriormente.  

 

O voo completo irá durar cerca de 100 minutos.