Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Da série "Coisas que nos tiram a respiração" - VII

Australian_desert_node_full_image_2.jpg

 

Esta imagem espetacular foi capturada Pelo  Sentinel-2A a 13 de Julho do Lago Amadeus, no Território do Norte da Austrália.

Esta foto mostra a variedade de formações arenosas, rochosas e salgadas dentro do lago. Com cerca de 180 km de comprimento e 10 km de largura, Amadeus é o maior lago de sal do Território do Norte, a apenas 50 km ao norte de Uluru / Ayers Rock.

Lago Amadeus contém até 600 milhões de toneladas de sal. No entanto, a sua colheita não é viável devido à sua localização remota.

Devido à aridez da área, a superfície do lago Amadeus é muitas vezes uma crosta de sal seco. Quando a chuva é suficiente, torna-se parte de um sistema de drenagem de escoamento que, eventualmente, se conecta ao Rio Finke.

Património Mundial da UNESCO e um dos monumentos mais famosos da Austrália, Uluru / Ayers Rock é uma grande formação de rocha de arenito com 348 m de altura, elevando-se 863 m acima do nível do mar e com uma circunferência de 9,4 km.

Também claramente visível na parte inferior central da imagem está o Petermann Ranges. Estas montanhas percorrem 320 km através da fronteira entre a Austrália Ocidental e no canto sudoeste do Território do Norte.

O seu ponto mais alto é 1.158 m acima do nível do mar e foi formado à cerca de 550 milhões de anos.

Lançado em Junho, o Sentinel-2A - o mais recente satélite em órbita do programa europeu Copernicus - fornece informações detalhadas sobre cobertura do solo da Terra e corpos d'água interiores, ajudando-nos a compreender variada paisagem da Terra.

 

Créditos imagem: Copernicus Sentinel data (2015)/ESA