Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Empresa japonesa quer investigar a exploração de minério na Lua

pplware_hakuto-rover-tetris

 

O novo desafio para as potências deste mundo é desafiar as fronteiras de novos mundos. A tecnologia despertou há muito a vontade de sair desta aldeia global em que se tornou o planeta Terra e há já quem queira entrar numa odisseia industrial à escala espacial.

 

Este é o desafio a que se propõe uma empresa nipónica que se chama ispace. A ideia desta companhia é colocar no satélite natural da Terra um veículo robótico pioneiro que investigue a existência de recursos minerais na superfície lunar.

 

A japonesa ispace quer ser pioneira na investigação de minério na superfície lunar. Esta empresa conta com a sua vasta experiência em equipamentos dedicados à exploração de minério e quer agora dar o salto para o espaço:

Descobriremos onde se distribuem elementos como as terras raras mediante a análise à areia e às camadas, através de câmaras de entre 10 e 100 destes rovers (veículos robotizados)

 

Revelou esta segunda-feira o CEO da empresa ispace, Takeshi Hakamada, ao diário Nikkei Negócio.

 

Contudo, a empresa, fundada em 2013, ainda está na fase de angariação de fundos para enviar o seu primeiro “rover” à lua, que deverá ser lançado por volta do segundo semestre de 2016. Este envio contará com a participação de um operador privado aeroespacial, o US SpaceX.