Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Foi há 13 anos

 A tripulação  da missão STS-107 em Outubro 2001. Da esquerda para a direita: Brown, Husband, Clark, Chawla, Anderson, McCool, Ramon

 

A 1 de Fevereiro de 2003, o programa shuttle sofreu mais um acidente: o Columbia desintegrou-se ao reentrar na atmosfera terrestre. O Columbia tinha perdido placas do revestimento térmico ao ser lançado e isso provou-se fatal para toda a tripulação.


Este acidente colocou em causa a continuação do programa espacial, custos, benefícios de toda a exploração espacial, independentemente da forma como fosse efectuada. Colocou também em causa o investimento na Estação Espacial Internacional (ISS) e a eficácia da gestão da NASA, que já havia sido questionada aquando do acidente do Challenger. Colocou ainda sob os holofotes da opinião pública, os objectivos do programa espacial americano na sua globalidade. O Senador John MacCain colocou em causa o papel da Administração americana e do Congresso na negligência com questões de segurança do programa espacial em geral e com o shuttle em particular. Levantou a questão da idade e do papel da frota Shuttle, o impacto na ISS, a quantidade de experiências científicas a bordo do shuttle e da ISS e ainda o valor de voos tripulados e não tripulados. O relatório de segurança efectuado com o acidente de 1986 não havia sido implementado nem tão pouco era conhecido o seu paradeiro.

 

Morreram sete astronautas. O shuttle ficou em terra por algum tempo.