Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Já se estava à espera disto: "Trump quer cortar financiamento da NASA para investigações climáticas"

Numa altura em que Donald Trump mostra, cada vez mais, ter alguma “aversão” em admitir a existência de um fenómeno de aquecimento global, Bob Walker revela que está nos planos do presidente-eleito eliminar todas as investigações da NASA relacionadas com as ciências da Terra, ou seja, com tudo o que diga respeito ao estudo das condições atmosféricas e dos eventos climáticos.

 

De acordo com o The Guardian, o conselheiro de Trump afirma que a nova administração olha para a NASA como uma agência que deveria estar mais dedicada à exploração espacial, e que as investigações relacionadas com a Terra devem ser adjudicadas a outras entidades.

 

Explica o jornal britânico que a divisão das ciências terrestres tem um orçamento previsto para 2017 de dois mil milhões de dólares. Por outro lado, prevê-se que o orçamento de 2017 alocado à exploração espacial seja de 2,8 mil milhões dólares.

 

Bob Walker refere que a nova administração planeia dar continuidade às investigações das ciências terrestres que estão já em curso, mas que as próximas deverão ficar a cargo de outras entidades que não a NASA.

 

O conselheiro de Trump sublinha que as investigações sobre as alterações climáticas foram já demasiado politizadas e que as decisões do novo presidente devem ser baseadas em dados científicos e não em ciência deturpada por ideologias políticas.

 

As verbas que afetas às investigações climáticas serão redirecionadas para a exploração espacial. Consta que Donald Trump quer explorar todo o Sistema Solar até 2100.

 

Apesar de nos primeiros dias após ter sido eleito presidente dos Estados Unidos ter discursado efusivamente sobre a falsidade do fenómeno do aquecimento global, atribuindo aos chineses a sua invenção, Trump parece estar agora mais aberto à realidade dos factos e admite existir uma conexão entre a ação humana e o clima.

 

(retirado daqui)

3 comentários

Comentar post