Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Livro de homenagem a Mariano Gago

 

José Mariano Gago faria anos esta segunda-feira e este dia, cerca de um ano após a sua morte, foi agora o escolhido para lançar um livro de homenagem ao físico e político. O lançamento do livro, no Teatro Thalia, em Lisboa, está integrado no primeiro encontro Caminhos do Conhecimento – O Legado de José Mariano Gago, a partir das 14h30 e aberto ao público.

 

Os textos do livro surgiram de forma espontânea nos dias seguintes à morte de Mariano Gago, a 17 de Abril de 2015, aos 66 anos. Centenas de pessoas quiseram expressar o que tinha representado nas suas vidas o antigo ministro da Ciência de vários governos socialistas – em dois de António Guterres, entre 1995 e 2002, e outros dois de José Sócrates, entre 2005 e 2011. Para tal, foi criado um site onde se recolheram diversos testemunhos sobre Mariano Gago e o seu legado para o desenvolvimento do conhecimento, da ciência e tecnologia e da cultura científica. E onde se partilharam fotografias.

 

Reunidos numa edição em papel, esses testemunhos são lançados às 18h30 deste segunda-feira por Rosalia Vargas (directora da Ciência Viva-Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica) e por Manuel Heitor (ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e que foi secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior entre 2005 e 2011, quando José Mariano Gago foi ministro da Ciência e do Ensino Superior nos dois governos de José Sócrates). O primeiro-ministro, António Costa, estará presente.

 

O ciclo de conferências Caminhos do Conhecimento será organizado anualmente em Maio, no dia do nascimento de Mariano Gago, pela agência Ciência Viva, criada por ele. Além de evocar o seu legado, estas conferências têm como objectivos a mobilização em torno de um futuro com mais conhecimento.

 

A edição deste ano centra-se na discussão sobre a cultura científica e o ensino experimental das ciências. Entre os oradores estão Alexandre Quintanilha (presidente da Comissão Parlamentar de Educação e Ciência), João Sentieiro (ex-presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, tutelada pelo Ministério da Ciência), Rui Vieira Nery (do Instituto de Etnomusicologia da Universidade Nova de Lisboa), Carlos Fiolhais (físico da Universidade de Coimbra) ou Maria de Sousa (professora emérita da Universidade do Porto). Martin Bauer, da London School of Economics, falará da educação científica para a cultura, e Svein Sjøberg, da Universidade de Oslo (Noruega), sobre Portugal moderno e a sua cultura científica.

 

No site de homenagem a Mariano Gago, Svein Sjøberg já tinha deixado um testemunho: “Conheci Mariano Gago há quase 25 anos, quando ele lançou o trabalho para um ‘livro branco’ sobre educação científica na Europa no início da década de 1990. Tinha convidado um grupo de educadores e comunicadores de ciência de vários países europeus para se juntarem ao seu grupo para este trabalho.” O relatório final, Ciência nas Escolas e o Futuro da Cultura Científica na Europa, acrescentava Svein Sjøberg, foi publicado em 1995, ano em que Mariano Gago se tornou pela primeira vez ministro da Ciência e viria a pôr a investigação e a cultura científicas na agenda política portuguesa.

 

Esta homenagem termina, a partir das 19h, com uma jam session, interpretada por músicos, cientistas da Universidade de Évora e alunos da Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto.

 

(retirado daqui)