Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Ministerial da ESA: o que decidiram os Ministros?


ESA

Terminou hoje por volta da hora de almoço a Ministerial da ESA que já tinha mencionado aqui. Vou tentar então resumir as principais decisões desde dia e meio de reuniões.

Os ministros responsáveis por assuntos de Espaço dos 22 Estados membros da ESA, mais Eslevénia (na condição de estado associado) e Canadá, decidiram alocar ao orçamento da ESA cerca de 10,3M€ para as actividdes espaciais e pogramas baseados numa visão de Espaço Unido na Europa na era do Space 4.0.
 
O elevado número de subsrições dos programas da ESA por parte dos seus Estados Membros, demontram que os mesmos consideram espaço como sendo estratégico e um investimento atractivo com um valor sócio-económico bastante atractivo. 

Foram adoptadas as seguintes resoluções (títulos em inglês) 
  • Towards Space 4.0 for a United Space in Europe,
  • Level of Resources for the Agency’s Mandatory Activities 2017-2021,
  • CSG (Guiana Space Centre) (2017-2021),
  • ESA Programmes
Adiconalmente, uma resolução criando o “ESA Grand Challenge”  foi aprovada. 

Todas as resoluções estão disponíveis no site da ESA. Basta clicar aqui para ter acesso a elas. 

 
De quanto estamos a falar?

Quanto a valores, as somas alocadas para que a ESA atinja os seus futuros objectivos podem ser sumarizadas da forma seguinte:
  • Maximizar a integração do espaço na sociedade e economia Europeia: 2.5B€
  • Potenciar a competitividade do sector espacial europeu: 1.4B€
  • Assegurar a autonomia da Europa no acesso e uso do espaço num ambiente seguro: 1.8B€
  • Excelência em ciências e technologia espacial: 4.6B€
 
Os mesmos valores podem também ser vistos distribuidos da forma mais usual a que estamos habituados:
  • Observação da Terra: 1.370M€ (até 2025)
  • Telecomunicações: 1.280M€ (até 2024)
  • Navegação: 69M€ (até 2021)
  • Exploração: 1.452M€ (até 2021)
  • Prode (apoio ao programa científico): 172M€ (até 2021)
  • Lançadores: 1.611M€ (até 2023)
  • Segurança Espacial: 95M€ (até 2022)
  • Technologia: 445M€ (até 2022)
  • Programas obrigatórios (Ciência, Investigação e Desemvolvimento): 3.813M€ (até 2021).


Quando é a próxima Ministerial? 
O próximo Conselho de Ministros da ESA irá ocorrer em finais de 2019, em Espanha, sobre a presidência de Luis de Guindos, Ministro da Economia, Indústria e Competitividade. 


Para saber mais, podem ver aqui a conferência de imprensa que decorreu no final da reunião e onde são explicadas as principais decisões.