Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Mulheres no Espaço - Anousheh Ansari

 

 

 

 

Anousheh Ansari nasceu em Mashad a 12 de Setembro de 1966. É uma empresária norte-americana nascida no Irão.

 

A 18 de Setembro de 2006, Ansari foi espaço numa nave russa a Soyuz TMA-9, para uma estadia de nove dias a bordo da Estação Espacial Internacional, tornando-se a primeira turista feminina a visitá-la.

 

Contudo, há quem considere que a primeira mulher na categoria de turistas espaciais já que em 1991 a inglesa Helen Sharman, química civil selecionada entre treze mil britânicos em 1989, num concurso promovido pelas autoridades do governo entrou em órbita após treino de adaptação à gravidade zero em Baikonur, em 1991, sendo considerada por alguns especialistas, tecnicamente, como a primeira turista não-pagante no espaço.

 

O seu estatuto de primeira turista espacial vem do facto de ter pago pela viagem, facto que não ocorreu com Sharman nem com a professora norte-americana Christa McAuliffe - morta no acidente do vai e vém espacial Challenger em 1986 - que tiveram treinos integrados nas equipas de astronautas das respectivas missões e foram escolhidas por selecção entre civis (McAuliffe para dar a primeira aula a alunos de curso secundário de todo os Estados Unidos a partir do espaço e Sharman para ser o primeiro cidadão inglês em órbita, numa joint-venture entre o Reino Unido e a então União Soviética).

 

Em 1984 a família de Ansari decidiu enviá-la para Virgínia, nos Estados Unidos da América, onde residia uma tia, para poder seguir estudos na área da Ciência, limitados às mulheres no Irão após arevolução islâmica de 1979. Naturalizada norte-americana nos anos 80, formou-se em engenharia eléctrica e ciência de computadores na Universidade George Washington, localizada em Washington, DC.

 

Fluente em inglês, francês e persa (a sua língua materna), tornou-se executiva no ramo das telecomunicações, e é hoje sócia, co-fundadora e CEO da empresa Telecom Technologies, que fundou com o seu marido e o seu cunhado nos anos noventa. A empresa de sua família, Prodea Systems, anunciou a formação de uma sociedade com a Space Adventures- a empresa que faz os acordos comerciais com a agência espacial russa para levar turistas ao espaço - com a intenção de criar uma frota de veículos espaciais sub-orbitais para uso comercial ao redor do mundo.

 

Como principal contribuinte financeira da Fundação X-Prize, Anousheh Ansari dá nome ao prémio Ansari X Prize, oferecido pela fundação a quem fizesse o primeiro vôo espacial sub-orbital independente da história; o prémio, de dez milhões de dólares, foi conquistado pela equipa do engenheiro e astronauta Mike Melvill e o protótipo espacial SpaceShipOne, do Projecto Tier, entre os vinte e seis concorrentes ao prémio.

 

Ansari comprou a viagem ao espaço através da empresa Space Adventures, (responsável pela viagem dos três primeiros turistas pagantes ao espaço, todos homens) e treinou como cosmonauta-reserva em Baikonur, para uma viagem futura, quando o passageiro principal, Daisuke Enomoto, um empresário japonês, foi reprovado no exame médico final em 21 de Agosto, permitindo a ela ocupar a vaga titular muito antes do que havia imaginado, estando apta a ir ao espaço dali a menos de vinte dias. Em 18 de Setembro de 2006, ela foi lançada em órbita na missão Soyuz TM-9, em companhia dos astronautas Michael Lopez-Alegria e Mikhail Tyurin, para uma estadia de nove dias na ISS.

 

Durante sua permanência de dez dias no espaço, ela realizou duas experiências da Agência Espacial Europeia e um terceiro do consórcio aeroespacial russo Energia.

 

Ansari retornou à Terra a bordo da nave Soyuz TMA-8 com os membros da Expedição 13 que completaram seis meses na Estação Espacial Internacional.