Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Mulheres no Espaço - Ellen Ochoa

 

Ellen Lauri Ochoa nasceu em Los Angeles a 10 de Maio de 1958. É uma ex-astronauta dos Estados Unidos e actual diretora geral do Centro Espacial Lyndon Johnson, em Houston, Texas.

 

Ellen formou-se em física em San Diego em 1980 e engenharia elétrica e ciências na Universidade de Stanford, na Califórnia, em 1985, e como pioneira no estudo da tecnologia aeroespacial, patenteou um sistema óptico para detectar falhas num padrão repetido.

 

Trabalhando no Ames Research Center da NASA, liderou um grupo de pesquisa que desenvolveu uma série de sistemas ópticos para a exploração autómato do espaço. Ela também é co-inventora de três patentes para um sistema óptico de inspecção, um método de reconhecimento de um objeto óptico e um método para redução de ruído em imagens.

 

Ellen Ochoa foi selecionada para treino em Janeiro de 1990 e passou a integrar o corpo fixo de astronautas da agência espacial em Julho de 1991. Assumindo várias funções burocráticas e técnicas neste departamento da NASA, Ochoa foi ao espaço pela primeira vez em Abril de 1993, na missão STS-56 da nave Discovery, cujo objetivo principal foi o de fazer experiências em órbita com o Laboratório Atmosférico para Aplicações e Ciência-2 (ATLAS-2), no Spacelab, designado para colectar dados na relação entre a saída de energia do Sol e a atmosfera mediana da Terra e como estes factores afetam a camada de ozono.

 

Antes de assumir cargos de direcção no Centro Espacial Johnson, Ellen foi ao espaço mais três vezes: como comandante de carga na missão STS-66 em Novembro de 1994, e como especialista de missão e engenheira de voo na missão STS-96 Discovery em Maio de 1999, a primeira acoplagem de um vai e vém espacial com a Estação Espacial Internacional e na missão STS-110, em Abril de 2002, acumulando mais de 978 horas no espaço.

 

Ao encerrar a sua carreira como astronauta, Ellen assumiu cargos importantes na hierarquia da agência, primeiro como directora-geral de operações das tripulações de voo da NASA e posteriormente vice-directora e directora do Centro Espacial Johnson, em Houston.