Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Mulheres no Espaço - Judith Resnik

 

 

 

 

Judith Arlene Resnik nasceu em Akron a 5 de Abril de 1949 e faleceu no Cabo Canaveral, 28 de Janeiro de 1986 sendo uma das astronautas norte-americana que morreram na explosão do vai e vém Challenger durante seu lançamento.

 

Foi a segunda norte-americana a ir ao espaço, na missão inaugural da nave Discovery em Agosto de 1984. Resnik era formada em engenharia eléctrica e trabalhou na empresa RCA como engenheira de design, o que a aproximou da NASA, que tinha diversos contratos de trabalho com a empresa.

 

Com o anúncio de que a NASA formaria o primeiro grupo de astronautas femininas em 1978, Judith inscreveu-se no processo de selecção e acabou aceite, formando-se dois anos mais tarde com Sally Ride, a primeira mulher americana no espaço.

 

Escalada como especialista de missão para o fatídico voo do Challenger, em 28 de Janeiro de 1986, era uma das duas mulheres a bordo, junto com a professora Christa McAuliffe, que fazia parte do voo depois de escolhida entre onze mil professores que concorriam a uma vaga pelo privilégio de uma viagem ao espaço.

 

Após sua morte, diversas escolas americanas foram rebatizadas com seu nome. Resnik é também homenageada com uma cratera no lado oculto da Lua, na região da grande cratera Apollo e com o asteroide 3356 Resnik.