Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Mulheres no Espaço - Peggy Whitson

 

 

Peggy Annette Whitson nasceu em Mount Ayr a 9 de Fevereiro de 1960.  É bioquímica e astronauta dos Estados Unidos, tendo sido a primeira mulher a comandar uma missão na Estação Espacial Internacional, a Expedição 16, lançada do Cosmódromo de Baikonur na nave Soyuz TMA-11 em 10 de Outubro de 2007.

 

Formada em biologia e química no Iowa Wesleyan College e graduada em bioquímica pela Universidade Rice, Peggy começou a trabalhar no Centro Espacial Lyndon Johnson, em Houston, em 1988, como investidadora associada. Nos anos 1990, trabalhou como cientista projectista do programa conjunto russo- americano Mir-Shuttle e, até à sua selecção para treino como astronauta, como sub-chefe da divisão de ciências médicas do Centro Espacial Johnson.

 

Em Agosto de 1996 ela iniciou os dois anos de treino para astronauta da NASA e após a conclusão do curso foi designada para funções no Departamento de Planeamento de Operações para Astronautas, servindo depois como líder da equipa de astronautas de apoio na Rússia, de 1998 a 1999.

 

Em Junho de 2002, Whitson foi ao espaço pela primeira vez a bordo da nave Endeavour na missão STS-111 à Estação Espacial Internacional, onde passou seis meses como membro da Expedição 5 e realizou diversos passeios no espaço, num total de mais de quatro horas, para instalar um escudo protector contra micrometeoritos numa das seções russas da ISS, além de diversos experiências científicas em microgravidade.

 

Após participar como comandante-substituta da Expedição 14 entre Novembro de 2005 e Setembro de 2006, ela voltou pela segunda vez ao espaço em 10 Outubro de 2007 a bordo da nave russa Soyuz TMA-11, para comandar a Expedição 16, que passou seis meses na ISS, tornando-se a primeira mulher a comandar uma equipa em missão na Estação Espacial Internacional.

 

No encerramento de sua última missão, Peggy acumulou um total de 377 dias no espaço, em duas temporadas na ISS, sendo a mulher que mais tempo passou fora da Terra.