Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Mulheres no Espaço - Wendy Lawrence

 

 

 

 

Wendy Barrien Lawrence nasceu em Jacksonville  2 de Julho de 1959. É capitã da Marinha dos Estados Unidos, piloto de helicóptero, engenheira e ex-astronauta da NASA.

 

Filha de um vice-almirante, Wendy formou-se na Academia Naval dos Estados Unidos em 1981, como engenheira oceânica, e fez o mestrado no MIT em 1988. Em 1982, graduou-se aviadora naval e pilotou helicópteros em missões no Oceano Índico, acumulando mais de 1500 horas em seis tipos diferentes destas aeronaves.

 

Foi selecionada para a NASA em 1992, sendo admitida no curso de treino de astronautas no Centro Espacial Johnson, em Houston, onde foi qualificada como especialista de missão após um ano de treino e avaliação.

 

Trabalhou inicialmente em funções técnicas no departamento de astronautas da agência, Wendy foi ao espaço em Março de 1995, na missão STS-67 do Endeavour, que realizou observações astronómicas a partir do Spacelab.

 

Depois de seu primeiro vôo, ela foi enviada para a Rússia, onde serviu como directora de operações da NASA no Centro de Treino de Cosmonautas Yuri Gagarin, na Cidade das Estrelas, com a responsabilidade da coordenação e implementação das operações da missão conjunta Mir-Shuttle, levada a cabo pelos dois países.

 

Em Setembro de 1996 ela começou o treino como astronauta-reserva para uma missão de quatro meses a bordo da Mir. Pelo seu conhecimento e experiência com os sistemas da estação russa e a logística usada para as tripulações destinadas a ela, Wendy voou nas missões STS-86 do Atlantis, em Setembro de 1997, e na STS-91 do Discovery em Junho de 1996, ambas missões do vai e vém espacial à estação Mir.

 

O seu último vôo espacial foi em Julho de 2005, na missão STS-114 do Discovery, o primeiro vôo do programa do vai e vém espacial após a tragédia da Columbia em 2003. Nesta missão, em que a tripulação testou novos procedimentos de segurança para a nave, ela ficou encarregada da transferência de equipamentos e suprimentos para a Estação Espacial Internacional e pela operação do braço robótico da estação em construção.

 

Veterana de quatro missões espaciais, Wendy acumulou mais de 1200 horas no espaço, antes de se retirar da NASA em Junho de 2006.