Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

NASA tem um programa de caça ao asteróide

Cientistas nos Estados Unidos desenvolvem planos para destruir asteróides que se aproximem da terra com recurso a bombas atómicas. NASA e Agência Espacial Europeia também têm planos nesta área.

A notícia, conhecida esta semana, de um asteróide que chocou com a Lua, e as declarações do cientista que fez a observação, sobre o movimento dos asteróides, veio lembrar que, por exemplo, a NASA tem um programa para controlo do movimento dos asteróides e, se necessário, a sua destruição. Segundo o Huffington Post, também a Agência Espacial Europeia tem planos nessa área.

 

Uma reportagem do correspondente da Globo em Nova Iorque lembrava que, desde o início do mês, 39 asteróides grandes aproximaram-se da Terra e que um deles, com quase cem metros de diâmetro, passou a apenas 4,5 vezes a distância que separa a Terra da Lua.

 

Há cerca de um ano, um pequeno meteorito caiu nos Urais, provocando cerca de mil feridos. Lindley Johnson, que está ligado ao projeto da NASA, explicava nessa reportagem que se um asteróide se aproximar demasiado, «podemos usar uma nave espacial para o atingir num determinado ângulo e numa determinada velocidade, desviando a rota para que não nos atinja».

 

Desse projeto da NASA faz parte também a reativação, no ano passado, de um telescópio dedicado à observação de asteróides.

Cientistas da Universidade de Iowa trabalham em planos para destruir asteróides que se aproximem, com recurso a bombas nucleares. Os pequenos pedaços, que resultariam da explosão, seriam destruídos ao entrar na atmosfera terrestre.

 

(in TSF)