Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

No Dia Internacional da Mulher, 8 de Março, a Ciência Viva homenageia as Mulheres na Ciência

 

A Ciência Viva e o Pavilhão do Conhecimento assinalam o Dia Internacional da Mulher com a inauguração da exposição de fotografia Mulheres na Ciência, composta por 20 retratos de 20 cientistas portuguesas de diferentes gerações que são uma referência nas suas áreas de investigação.
A cerimónia terá lugar no próximo domingo, 8 de Março, às 17.30, na exposição Explora.

Os 20 retratos que iniciam esta mostra são da autoria de Luísa Ferreira, que fotografou Mara Freire (engenheira química), Joana Vaz Pais (economista), Maria Fernanda Rollo (historiadora), Mónica Bettencourt Dias (bióloga), Teresa Summavielle (neurocientista), Elvira Fortunato (engenheira microelectrónica), Raquel Seruca (oncobiologista), Maria de Sousa (imunologista), Ana Isabel Simões (historiadora da ciência), Perpétua Pinto-do-Ó (bióloga), Irene Pimentel (historiadora), Catarina Resende Oliveira (neurocientista), Maria Arménia Carrondo (cristalógrafa), Carlota Simões (matemática), Maria do Carmo Fonseca (bióloga molecular), Isabel Trancoso (engenheira electrotécnica), Teresa Paiva (médica), Helena Freitas (ecóloga), Maria Mota (bióloga) e Teresa Lago (astrónoma).

Esta é uma exposição em movimento e como tal será enriquecida, ao longo de um ano, com retratos de outras mulheres cientistas que estão a fazer a diferença na investigação e que, desta forma, terão também um lugar de destaque no Pavilhão do Conhecimento.

Mulheres na Ciência pretende reconhecer a importância da participação das mulheres nas actividades de Ciência e Tecnologia e, ao mesmo tempo, sublinhar o facto de Portugal ser um dos países onde é menor o desequilíbrio de género na investigação. Segundo o relatório Diagnóstico do Sistema Nacional de Investigação e Inovação (2013), "Portugal, em termos da distribuição por género do pessoal investigador na população activa, revela uma presença feminina (0,88%) acima da média comunitária (0,76%)". Em Portugal, 46% dos investigadores são mulheres.

 

(retirado daqui)