Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Rússia prevê bases lunares num futuro próximo

 

 

 

Uma à missão à Lua tornou-se uma das principais prioridades da Rússia no espaço. A Rússia planeia lançar três naves lunares - duas para a superfície e uma para a órbita - até ao final da década.

A primeira missão, o sobejamente adiado Luna-25, está prevista para lançamento em 2016 e alunará no Pólo Sul da Lua. As próximas duas missões irão incluir uma sonda para monitorizar a Lua em 2018 e uma sonda com uma broca para procurar gelo em 2019.

 

Igor Mitrofanov, director do laboratório da Academia de Ciências do Instituto de Pesquisas Espaciais russo disse no domingo passado durante a COSPAR Scientific Assembly em Moscovo que antes de voos tripulados é necessário "aprender a realizar a alunagem na Lua outra vez", e as estações lunares automáticas são necessárias para esta finalidade.

 

Uma missão tripulada russa à Lua custará aproximadamente 100 bilhões de rublos (cerca de 2,8 bilhões de dólares): "Um custo estimado de um projecto que visa o desenvolvimento de uma estação lunar automática é de 10 bilhões de rublos (cerca de 280 milhões dólares americanos). O projecto deve ser concluído em cinco ou seis anos. A missão lunar tripulada irá custar dez vezes mais "

 

Mitrofanov destacou que dentro dos próximos dez anos, provavelmente, serão criadas bases lunares.

 

 

(retirado daqui.)