Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Sugestão de leitura

 

 

 

No rescaldo da crise dos mísseis de Cuba, as perguntas persistem sobre como nao foi possível saber antecipadamente do potencial cataclismo. Uma investigação subsequente do Congresso veio a ser conhecida como o "gap foto": cinco semanas, durante o qual a inteligência de recolha de vôos sobre Cuba tinha sido atenuado.

Em Blind over Cuba, David M. Barrett e Max Holland desafiam a percepção popular sobre a actuação da administração Kennedy durante um dos episódios mais marcante da história da Guerra Fira. Ao invés de elegerem-na como uma obra-prima da gestão de crises pelos decisores políticos e da administração, Barrett e Holland fazem o caso o que o caso foi, decorrentes directamente das decisões tomadas num clima de profunda desconfiança entre os funcionários-chave da administração e a comunidade de inteligência.

Por causa da Casa Branca e do Departamento de Estado teerem um "outro U-2 incidente" (o abate de um U-2 - avião espião americano - em solo soviético em 1960), a CIA não tinha permissão para enviar aviões de vigilância em vôos prolongados sobre o espaço aéreo cubano durante muitas semanas (do final de Agosto até o início de Outubro). Os eventos provaram que este era precisamente o momento em que os soviéticos estavam secretamente a proceder à implantação de mísseis em Cuba. Quando Diretor CIA, John McCone apontou energicamente que esta decisão levou a um vazio perigoso na recolha d einformações, o presidente autorizou um vôo de U-2  directamente sobre Cuba.

A administração Kennedy reconheceu que a sua incapacidade de reunir inteligência era politicamente explosivo, e os seus esforços posteriores para influenciar a percepção de eventos formam o foco para este estudo. Usando documentos recentemente desclassificados, materiais secundários e entrevistas com vários participantes-chave, Barrett e Holland teceram uma história de conflitos intra-agência, desconfiança e discórdia que prejudicou a colecta de informações e resultou em manter o Congresso e o público no escuro sobre o que realmente aconteceu.

Cinquenta anos após a crise que levou as superpotências para muito perto de um confronto armado directo, Blind over Cuba: The Photo Gap and the Missile Crisis oferece um novo capítulo para a compreensão do evento central, as tensões dentro do governo dos EUA durante a Guerra Fria, e os obstáculos Congresso enfrentou na realização de uma investigação sobre o poder executivo. Acresce ainda, que a Crise dos Mísseis de Cuba representou num passo importante para o investimento em satélites de recolha de imagens para suporte ao processo de decisão político.

 

O livro, em inglês, está à venda na Amazo, também em versão Kindle e disponível no Google Books (gratuitamente).