Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

104 satélites indianos batem recorde da Rússia

Fevereiro 17, 2017

Vera Gomes

unnamed.jpg

  Crédito foto: Arun Sankar/ AFP Photo

 

A Organização de Pesquisa Espacial da Índia (ISRO, sigla em inglês), confirmou nesta quarta-feira, dia 15 de fevereiro, o lançamento de um único foguete que colocou 104 satélites em órbita.  Dessa forma, o lançamento indiano bateu o recorde russo de 37 satélites que prevalecia até então. Na composição geral de artefatos colocados em órbita, estava um satélite principal de 714 quilos destinado a observação terrestre e outros 103 nano satélites de, no máximo, 10 quilos cada um.

 

Os nano satélites pertencem a empresas dos Emirados Árabes Unidos, Israel, Holanda, Cazaquistão, Suiça e Estados Unidos. De todos os artefatos enviados, 96 nano satélites pertencem apenas aos EUA. Tal feito realizado pela ISRO, demonstra a preocupação do governo indiano em financiar pesquisas e operações no sector espacial para consolidar a posição da Índia entre os membros da vanguarda da exploração e pesquisa espacial. Apenas em 2013, o país gastou cerca de 69 milhões de Euros no envio de um foguete não tripulado para Marte. 

 

De qualquer forma, o lançamento do PSLV-C37 realizado na plataforma de Sriharikota, que foi transmitido ao vivo desde a contagem decrescente até a confirmação do sucesso da operação (30 minutos após o lançamento), serviu para colocar a Índia na história e mostrar seu valor comercial para toda a Terra.

 

 

 

Texto de Andreas Markus Wolter,  entusiasta da exploração espacial e investigador em Astropolítica e Relações Internacionais. Trabalha como analista de comércio internacional na Federação das Indústrias de Santa Catarina no Brasil.

Há ir e há voltar

Abril 18, 2016

Vera Gomes

http://img.gizmag.com/india-rlv-1.jpg?auto=format%2Ccompress&ch=Width%2CDPR&fit=crop&h=394&q=60&rect=13%2C287%2C722%2C406&w=700&s=1169a3827a78db75b5df3f1558533ca0

 

A Organização de Pesquisa Espacial Indiana (ISRO) anunciou que está em vias de lançar o seu primeiro avião espacial reutilizável já em Maio de 2016. O Veículo de Lançamento Reutilizável (RLV) está programado para realizar o vôo inaugural para avaliar diversas tecnologias necessárias para desenvolver um veículo espacial plenamente reutilizável.


O RLV é um protótipo em escala reduzida (cerca de 6,5 metros) de uma futura nave espacial reutilizável não tripulada, conhecida como Avatar, que está a ser projetado pela ISRO.

 

A missão de Maio será um demonstrador de tecnologia (RLV-TD) para testar voo a velocidade de cruzeiro, aterragem autónoma e vôo hipersônico usando um sistema de propulsão de respiração aérea. A nave, que se assemelha a um pequeno avião, será lançada a partir da primeira plataforma de lançamento do Centro Espacial Satish Dhawan a uma altitude de 43 milhas (70 km) em cima de um dos dois estágios do foguetão Rohini e em seguida liberado. A nave irá reentrar na atmosfera e viajar de volta para a Terra numa descida controlada, a ser recuperada na Baía de Bengala.

 

Podem ler mais sobre este projecto, aqui.

 

Ninguém gosta de ficar para trás

Abril 07, 2016

Vera Gomes

Funcionários chineses dizem "lamentar" que a Índia envie uma missão a Marte antes da China. Ye Peijian, um alto funcionário do programa espacial chinês, disse que o país tinha planos anteriores com destino a marte mas que foram arquivados "por uma série de razões", permitindo que a missão Mars Orbiter da Índia cheguasse a Marte em primeiro lugar, em 2014.

 

Hoje, a China trabalha para uma missão a Marte em 2020, que inclui um lander e o rover. "Ao fazer isso, a nossa exploração de Marte poderia rapidamente atingir o nível da classe mundial avançado," disse ele.

 

Podem ler mais sobre as declarações de Ye Peijian aqui.

Agência Espacial da Índia cria imagem 3D de desfiladeiro em Marte

Agosto 20, 2015

Vera Gomes

 

 

 

Depois do anúncio em 2013 pelo Primeiro - Ministro indiano, eis que chegam os primeiros resultados da missão indiana a Marte .

 

A missão de baixo custo da Agência Espacial da Índia já está a apresentar resultados. A sonda da Mars Orbital Mission já enviou várias imagens termais e a cores do planeta vermelho e a Agência recriou uma imagem 3D de um dos desfiladeiros ali encontrados.

 

A Mangalyaan está a conseguir resultados bastante satisfatórios: a missão de baixo custo fotografou a uma altura de 1800 kms um desfiladeiro marciano que mede 100 por 500 quilómetros. A partir de várias imagens enviadas pela sonda, a Agência Espacial indiana, ISRA, construiu uma imagem 3D do desfiladeiro Ophir Chasma, noticia o Engadget.

 

A sonda está também a medir os níveis de radiação e a monitorizar a atmosfera de Marte. Esta missão, recorde-se, tem um orçamento de 73 milhões de dólares, um custo significativamente mais reduzido do que o das missões da NASA, por exemplo.

 

(Noticia retirada daqui)

Índia está cada vez mais ambiciosa

Julho 20, 2015

Vera Gomes

 

A agência espacial indiana está a planear aumentar a sua taxa de lançamento para 10 por ano. A Organização de Pesquisa Espacial da Índia (a agência espacial indiana) disse que pretende realizar sete a oito lançamentos em Março próximo, e fazer até 10 lançamentos em 2016. Os próximos lançamentos incluem um teste suborbital de tecnologia, previsto para Outubro.

 

Podem ler mais sobre o assunto, aqui.

Sinal dos tempos?

Julho 14, 2015

Vera Gomes

 

 

Um foguete indiano lançou cinco satélites de fabrico britânico na passada sexta-feira. O PSLV descolou às 12:28 EDT de sexta-feira e colocou os cinco satélites, todos feitos pela Surrey Satellite Technology Ltd., em órbitas sincronizada com o Sol. Três dos satélites são satélites de remote sensing alugados a uma empresa chinesa, 21AT, enquanto os outros dois são de demonstração de tecnologia.

 

O lançamento foi a carga comercial mais pesada lançada pela Índia. No entanto, no Domingo o site do braço comercial do programa espacial indiano, Antrix, foi pirateado por hackers desconhecidos...

Emirados Árabes Unidos e Índia juntos para chegar a Marte

Junho 29, 2015

Vera Gomes

 

A missao a Marte que os Emirados Árabes Unidos anunciaram, poderá ser lançada a partir de um lançador indiano.

 

Um funcionário do governo indiano disse que a Índia tem mantido recentemente discussões com o governo dos Emirados Árabes Unidos sobre o laçamento de uma primeira missão deste país.


Os Emirados Árabes Unidos anunciaram planos no mês passado por um issão a Marte, numa nave chamada Amal ou "Esperança", que seriá lançada em 2020 e entrar em órbita marciana em 2021, por ocasiao do 50º aniversário da fundação dos Emirados Árabes Unidos. Podem ler mais sobre este anúncio aqui.

 

A Índia já construiu e lançou o seu próprio veículo orbital marciano. Por seu turno, os Emirados árabes Unidos têm sido bastantes activos e ambiciosos nos últimos anos. Podem ler mais sobre os planos dos Emirados Árabes Unidos, aqui.

Renovar a visão espacial da Índia: uma necessidade ou luxo?

Maio 15, 2015

Vera Gomes

Enquanto a Índia desenvolve novos veículos como o foguete GSLV Mark III, também precisa de tomar medidas para tornar a indústria espacial da nação mais competitiva no mercado global. (crédito: ISRO)

 

O programa espacial da Índia atingiu nos ùltimos anos um número interessante de marcos importantes. Contudo ainda é um jogador secundário no domínio espacial global. Narayan Prasad e Prateep Basu escreveram para a Space Review um artigo onde argumentam que a Índia precisa incentivar actividades espaciais empresariais e delinear melhor as aplicações espaciais civis e militares. Tudo isto para que a sua indústria espacial possa crescer ainda mais e ser mais competitiva no mercado global.

 

Podem ler o artigo completo (em inglês) aqui.

EUA querem cooperar mais com a Índia

Abril 13, 2015

Vera Gomes

 

Frank Rose, do Departamento do Estado dos EUA frisou na Índia, na reunião Dialogo de Segurança Espacial India-EUA que teve lugar em Março, que os EUA querem uma cooperação mais próxima com a Índia na área de segurança espacial, realçando preocupações sobre as capacidades espaciais chinesas "perturbadoras e destrutivas".Também procurou o apoio da Índia para o Código de Conduta Internacional para actividades no Espaço Exterior.

 

Os EUA afirmaram ainda que este Diálogo tem o propósito de manter a segurança a longo prazo e a sustentabilidade do ambiente do espaço exterior, incluindo percepção situacional do espaço e evitar colisões (lixo espacial).

 

Para lerem mais sobre esta reunião, basta clicar aqui.

Emirados Árabes Unidos procuram cooperação internacional

Abril 10, 2015

Vera Gomes

 Crédito imagem:GulfNews

 

Os Emirados Árabes Unidos (EAU) estão interessados em "cooperação estratégica" com os EUA no espaço.  Os funcionários da nova agência espacial dos Emirados Árabes Unidos visitaram os EUA no mês passado para reuniões entre ambas as agências do governo dos EUA e empresas. Estas reuniões incluiram discussões com a NASA que "reviram as possibilidades de cooperação e realização de projetos conjuntos."
 
Contudo, não é só com os EUA que os EAU procuram cooperar. Também no mês passado, há notícia de discussões com a Índia para fortelecer a relação bilateral que já possuem e cooperem na área do espaço. Segundo Bhushan, Consul Geral da India no Dubai, "como os EAU se estão a preparar para realizar feitos na área do espaço, tais como a missão que estão a planear para Marte em 2021, acreditamos que a cooperação entre a Índia e os EAU na àrea do espaço irá fortalecer e diversificar s relações bilaterais já existentes".
 
A Agência Espacial dos Emirados Árabes Unidos, durante o passado mês de Fevereiro realizou visitas, incluindo reuniões, com as agências espaciais francesa e italiana na esperança de conseguir estabelecer parcerias na área de espaço, quer para realizar projectos científicos, para intercâmbio de pessoal. Os representantes da agência árabe visitaram também o Gabinete para o Espaço Exterior da ONU sediado em Viena onde também discutiram possíveis forma de cooperação futura e troca de know-how no futuro.
 
 Entretanto, esta semana, os Emirados Árabes Unidos assinaram um Memorando de Entendimento com o CNES, a agência espacial francesa.
 
 
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow