Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Tempo para os EUA para colaborarem com a China no Espaço

 

 

 

 

 

 

Andrew M. Johnson da Universidade de Clemson faz um dos principais apelos à cooperação EUA e chinesa na exploração do espaço para promover o bem-estar financeiro e técnico dos dois países. A legislação actual EUA impede a cooperação bi-lateral.

A relação bilateral EUA-China é a mais importante do século XXI. A fim de manter a fidelidade dessa relação e trazer potenciais avanços na capacidade produtiva e tecnológica que esta relaçao poderia desbloquear, é necessária uma abordagem bilateral EUA-China para a exploração do espaço.

 

Apesar do facto da China ser um membro da Comissão para o Uso Pacífico do Espaço Exterior das Nações Unidas e ter assinado todos os tratados relacionados com o espaço, os membros do Congresso Americano proibiram qualquer forma de cooperação entre a NASA e a Administração Nacional de Espaço da China (CNSA) desde 2011. Para iniciar um relacionamento significativo entre os tecnólogos e empreendedores dessas destes dois países, actuais e futuros, os formuladores de políticas dos EUA devem reconsiderar a relação custo-benefício e os trade-offs associados a um compromisso de longo prazo para a exploração do espaço com cooperação com a China.

 

Para ler todo o artigo escrito por Andre Johson, basta clicar aqui.