Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Actividade Espacial de Portugal em debate

Abril 19, 2013

Vera Gomes

Indústria, academia e políticos debateram, de forma informal, a ligação de Portugal à ciência e à indústria espacial. «Ciências do Espaço, oportunidades na Terra», foi o tema do evento que aconteceu ontem, dia 17, ao final da tarde, na biblioteca da Assembleia da República. A organização esteve a cargo da Agência Ciência Viva e do Conselho dos Laboratórios Associados.

 

Num ambiente descontraído, juntaram-se deputados de vários partidos políticos, representantes das empresas ligadas ao espaço, e cientistas de institutos e universidades com interesse na área, como o Observatório Astronómico de Lisboa e o de Coimbra ou o Instituto de Telecomunicações. 

Durante cerca de duas horas, debateram-se os sucessos atingidos na área – como a recente vitória de uma equipa portuguesa, da ilha de Santa Maria, na competição para estudantes, promovida pela ESA, CANSAT - ou a integração de tecnologia portuguesa na missão Proba-3. Também houve oportunidade de apontar alguns dos problemas por que passa o setor espacial em Portugal.  

 

«Tem havido um investimento muito significativo nesta área, o que nos tem trazido benefícios. A área do espaço permite um bom retorno industrial», declarou o presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia, Miguel Seabra, que salientou o facto de Portugal ter reafirmado, durante a última reunião ministerial, os compromissos assumidos com a Agência Espacial Europeia, mantendo a participação em programas opcionais. «O espaço não pertence exclusivamente à Ciência. Pertence a todos», rematou Miguel Seabra.

 

António Neto, presidente da Proespaço – Associação Portuguesa das Indústrias do Espaço –, reforçou que «em Portugal, praticamente toda a produção no sector se destina à exportação. Sendo que o investimento no sector espacial apresenta um efeito multiplicador da ordem de duas a quatro vezes.»

 

Vanda Brotas, professora do departamento de Biologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, realçou a importância das observações de satélites para o seu trabalho de investigação na área do fitoplâncton, nomeadamente na «validação dos parâmetros estimados pelos modelos.»

 

João Pedro Neto, que fez parte do programa de trainees da ESA, e agora é gestor de projeto na HPS Portugal, aproveitou para anunciar que a sua empresa está a participar no desenvolvimento de um sistema de proteção térmica para a sonda ExoMars, uma missão não tripulada ao Planeta Marte, da responsabilidade da Agência Espacial Europeia e lançamento previsto para 2016. 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow