Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Os drones e o Paquistão

Junho 27, 2012

Vera Gomes

A Visão noticiou, no passado dia de 21 Junho (página 57), algo que considerei... curioso, no minimo e que prova que de facto espaço está intimamente ligado a várias áreas da nossa vida que nem nos apercebemos.

 

O Supremo Tribunal Paquistanês conseguiu que o Yousuf Reza Gilani, primeiro-ministro, fosse destítuido, o que são péssimas notícias para os EUA. Isto porque os EUA têm pressionado Ismalabd no sentido de reabrir as rotas de abastecimento - e retirada - das suas tropas no Paquistão. Fragilizado como está, Giliani e o seu Partido dificilmente conseguirão que tal decisão seja imposta.

 

O corredor americano para o Afeganistão foi fechado depois de um ataque de drones que matou por engano 24 soldados do exército nacional paquistanês. Os EUA recusaram-se a pedir desculpas, nos termos que o Paquistão exigiu. Agora, a alternativa do Pentágono tem sido a Rússia e os seus satélites euroasiáticos.

EUA e Rússia já não são os únicos

Junho 18, 2012

Vera Gomes

Com a nave chinesa que acoplou hoje na estação permanente em órbita da Terra, o "Tiangong-1" testou com sucesso uma tecnologia que apenas os EUA e a Rússia dominavam. A China tornou-se assim o terceiro Estado a dominar tecnologia na área da acoplagem.

 

A 'Shenzhou-9' acoplou com o 'Tiangong-1' (Palácio Celestial), um módulo espacial com 10,4 metros de comprimento e 3,35 metros de diâmetro, lançado em setembro passado e que se encontra numa órbita a cerca de 350 quilómetros da terra.

 

A China realizou o seu primeiro voo espacial apenas em outubro de 2003. Esta é a segunda missão espacial chinesa do regime do presidente Hu Jintao. Neste momento, o país está a investir muito no seu programa espacial, não só a nível financeiro como também em investigação e tecnologia própria. O objetivo anunciado é criar um habitat permanente no espaço até 2020. A bordo seguiu também a primeira mulher chinesa no espaço: Liu Yang, de 33 anos, casada e sem filhos, é piloto de combate da força aérea chinesa e está a treinar-se há dois anos para esta missão, na qual vai dirigir experiências médicas. "Desde o primeiro dia que digo que não há qualquer diferença entre mim e os astronautas masculinos", explicou na conferência de imprensa antes do voo. "Acredito na perseverança."

 

A primeira mulher cosmonauta da história foi a russa Valentina Terechkova, que descolou há exatamente 49 anos - o voo realizou-se entre 16 e 19 de junho de 1963.

 

 

 

(in Agência Lusa e DN)

Meios alternativos para lá chegar?

Junho 18, 2012

Vera Gomes

 

 

É hoje notícia do DN (o Rui Barbosa está mais por dentro deste assunto do que eu, certamente e convido-o a dizer algo sobre isto) que o novo vaivém espacial não tripulado do exército norte-americano aterrou na perfeição no passado fim-de-semana na Califórnia, após uma missão de 15 meses no espaço.

 

O X-37-B, construído pela Boeing, tinha originariamente regresso previsto para dezembro, mas a missão foi prolongada por razões desconhecidas.

O pequeno vaivém robótico esteve ao todo 15 meses em órbita. O Exército norte-americano não divulgou que tipo de operações foram realizadas durante este período.

 

Este é o segundo aparelho do género lançado pelos EUA. Em 2010, um vaivém semelhante entrou em órbita com sucesso e aterrou de forma autónoma após 224 dias no espaço.

 

 

 

Os lusos a prosperarem

Junho 15, 2012

Vera Gomes

A empresa portuguesa Active Space Technologies está a desenvolver um sistema de controlo e monitorização de asas de helicóptero. Apoiado pela Comissão Europeia, o trabalho poderá traduzir-se em ganhos ecológicos e diminuição de custos.
 
Segundo a Agência Lusa, o projeto tem duração prevista de 32 meses e resulta do investimento de cerca de 300 mil euros. O montante destina-se à criação de um atuador na asa do helicóptero, a par de um sistema ‘wireless’ (sem fios).
 
A empresa portuguesa com sede em Coimbra pretende, com esta iniciativa, diminuir a rotação da asa, através do atuador, sem que tal prejudique o desempenho do helicóptero. Desta forma, o consumo de combustível será menor, tal como a necessidade de manutenção, o que conduz a uma redução dos gastos.
 
De acordo com Ricardo Patrício, responsável técnico da Active Space Technologies (AST), a empresa vai, ainda, apostar em sensores e tecnologias que possibilitem a monitorização automática de componentes críticos, recorrendo ao sistema ‘wireless’. Assim “podem relaxar-se os intervalos de inspeção, reduzindo os custos da operação”, sublinha.
 
O controlador a desenvolver pela empresa portuguesa será testado pela fabricante de helicópteros Agusta Westland em várias asas num túnel de vento. Em caso de aprovação, o modelo prosseguirá para fabrico e experiências reais em helicópteros.
 
A AST, fundada em 2004, esteve sempre orientada para a conceção de sistemas eletromecânicos com componentes tanto de engenharia mecânica como de engenharia eletrónica. Atualmente, possui um centro técnico na Alemanha e uma representação comercial na Holanda.

 

(in Boas Noticias)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow