Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Auditoria encontra problemas no Asteroid Redirect Mission

Setembro 16, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

 

Uma auditoria concluiu que o programa da NASA que apoia a identificaçao de asteróides potencialmente perigosos, bem como metas para a Asteroid Redirect Mission da agência precisa ser melhor estruturado com mais pessoal.

O relatório, lançado a 15 de Setembro pelo Gabinete do Inspector Geral da NASA (OIG), descobriu que no Near Earth Object (NEO) Program Office faltavam os planos e contratação para supervisão, normalmente utilizados em programas da agência, deixando muitas decisões sobre a concessão de bolsas nas mãos do executivo do programa, mesmo quando o orçamento do programa cresceu dez vezes nos últimos cinco anos.

"Acreditamos que o programa seria mais eficiente, eficaz e transparente que se for organizado e gerido de acordo com os requisitos padrão do programa de pesquisa da NASA", concluiu o relatório.

O relatório concluiu que o programa não tem um plano global para a alocação de recursos para apoiar as metas do programa, que incluem encontrar 90 por cento de todos os NEOs com pelo menos 140 metros de diâmetro até 2020. O programa também não tem pessoal dedicado além do actual executivo do programa, Lindley Johnson.

Essa falta de pessoal significa que Johnson "é responsável ou tem contribuição significativa" em todos os elementos do processo de concessão de bolsas/ concessões, que OIG disse vai contra normas de controlo estabelecidas pelo Government Accountability Office. Além disso, a agência "não supervisiona, monitoriza, ou avalia adequedamente o progresso do trabalho" realizado sob as regras proferidas pelo executivo do projecto.

Podem ler mais sobre este assunto aqui.

EUA descarta propostas para a não militarização do Espaço

Setembro 15, 2014

Vera Gomes

 

A avaliação dos EUA da proposta de actualizaçao do tratado para proibir a militarizaçao do espaço feitas pela Rússia e Chinaconsidera que esta proposta que sofre dos mesmos problemas que fizeram a versão original inaceitável, disse um diplomata americano.

O Embaixador Robert Wood, o representante dos EUA na Conferência de Desarmamento em Genebra, disse que no passado dia 9 de Setembro que os Estados Unidos tinham concluído uma revisão em profundidade do Tratado, formalmente conhecido como o "Tratado sobre a prevenção da colocação de armas no exterior espaço e da ameaça ou do uso da força contra objectos no espaço exterior" e geralmente referido como PPWT. A China e a Rússia apresentaram uma actualização à sua proposta original de 2008, em Junho.

"De acordo com a análise dos Estados Unidos, o projecto PPWT, tal como a versão anterior de 2008, continua a ter falhas fundamentais", disse Wood, no seu discurso preparado para a sessão plenária da Conferência de Desarmamento.

 

"Os Estados Unidos estão dispostos a considerar as propostas e conceitos que são equitativos, efetivamente verificáveis de controle de armas espaciais, e aumentar a segurança de todas as nações", disse Wood nas suas observações. "No entanto, nós ainda não vimos quaisquer propostas juridicamente vinculativas que atendem a esses critérios."

 

PPWT foi proposto pela China e Rússia, em Fevereiro de 2008 como sendo um tratado internacional, juridicamente vinculativo, que pretende proibir o armamento do espaço.

 

 

Podem ler mais sobre este assunto aqui.

Sugestões de leituras

Setembro 12, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

Esta semana deixo como sugestão de leitura, dois artigos publicados por colaborades da Secure World Foundation, sobre áreas relacionadas com espaço.

 

O primeiro artigo, escrito por Victoria Samson, intitulado "Radio Frequency Interference: A Threat to Space Sustainability," foi publicado no Verao de 2014 (portanto, muito recente) no número da Apogeo Spatial. Podem lê-lo clicando aqui e está em inglês.

 

O segundo artigo, escrito por Dr. Michael Simpson's, intitulado "International Institute for Space Commerce: Responding to the Need for Strategic Thinking in the Commercial Space Sector,"foi publicado em Junho de 2014 numa edição da New Space. Podem lê-lo clicando aqui e também é em inglês.

Ambos artigos abordam temáticas interessantes e que têm tornado cada vez mais relevantes tendo em conta os avanços nao só da technologia mas sobretudo com a emergência de actores privados na exploração espacial.

A governação do Espaço

Setembro 10, 2014

Vera Gomes

 

O Instituto Europeu de Politica Espacial realiza durante dois dias (11 e 12 de Setembro) a conferência de Outono dedicada a sistemas de governação do Espaço.

 

A conferência tentará responder a várias questões, entre as quais: Que forças moldam as nossas tentativas de governar espaço? Que papéis específicos deverá desempenhar a comunidade internacional, os governos, o sector privado e a sociedade civil? 

 

A 8 ª Conferência de Outono do Instituto Europeu de Política Espacial (ESPI), que ocorrerá de 11-12 setembro 2014, em Viena, Áustria e podem consultar o programa aqui (que é muito, mesmo muito, interessante).

EUA condemam China por teste ASAT

Setembro 09, 2014

Vera Gomes

 

 

 

O Departamento de Estado americano, através de Frank Rose reforçou no dia 12 de Agosto que os chineses realizaram outro teste anti-satélite (ASAT) a 23 de Julho (ver artigo do Astropolitica sobre este tópico aqui).  Esta é a segunda vez que o governo dos Estados Unidos acusa a China de realizar um teste ASAT - outros analistas insistem houve outros - e Rose voltou a enfatizar um comunicado divulgado pelo Departamento de Estado a 25 de Julho, talvez, para aumentar a visibilidade da preocupação do governo dos EUA.

A 25 de Julho, o comunicado do Departamento de Estado afirmou que a China realizou um teste ASAT não destrutivo em 23 de Julho e exortou a China a "abster-se de acções desestabilizadoras." A China anunciou que era um teste de interceptação de mísseis.

Rose disse que "Apesar das alegações da China que este não era um teste ASAT, deixe-me assegurar-lhe  que os Estados Unidos têm grande confiança na sua avaliação de que o evento foi realmente um teste ASAT." A Rússia também tem armas ASAT, continuou, citando depoimento ao Congresso pelo director da CIA, James Clapper. Rose, que é vice-secretário assistente de Estado para Controle de Armas, Verificação e Aderência à Norma, disse que os sistemas ASAT são "desestabilizadores e ameaças à segurança a longo prazo e ainda à sustentabilidade do meio ambiente do espaço."

Não há discordância de que a China realizou um teste ASAT em ​​2007, destruindo um de seus próprios satélites e ganhando condenação internacional por causa da nuvem resultante de detritos orbitais que colocam em risco os satélites em órbita baixa da Terra indefinidamente. A China conduziu testes de "míssil de interceptação" em 2010 e 2013, que alguns analistas ocidentais afirmam também foram testes ASAT, mas o governo dos EUA não os colocou publicamente nessa categoria. Esta é apenas a segunda vez que o governo dos EUA acusou a China de um teste ASAT. Rose referiu que este foi um teste "não destrutivo", mesmo que no resto dos seus comentários sublinhou as graves consequências de sistemas ASAT sobretudo pela criação de detritos espaciais

Começa hoje!

Setembro 08, 2014

Vera Gomes

 

 

E dura a semana toda. A World Satellite Business Week reúne em Paris de 8 a 12 de Setembro a indústria de todo o mundo onde os líderes empresariais se reúnem para ter uma visão de mercado, parcerias chave e concluir grandes negócios.

 

Esta conferência é organizada pela Euroconsult, uma empresa de consultoria na área de espaço e que publica vários relatórios anuais de referência na área espacial.

 

Podem ver todo o programa da conferência aqui.

 

 

Sugestão de leitura

Setembro 05, 2014

Vera Gomes

 

Esta semana deixo uma sugestão para as crianças. A Amazon tem um livro "Espaço e o Sistema Solar", em português e com um preço simpático para Kindle.

 

Ora, se instalaram a aplicação kindle no tablet ou no pc, voilá! Um livro para aprender e entreter!

 

Podem aceder à página do livro aqui.

 

 

India usa espaço para cooperaçao com vizinhos

Setembro 04, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

 

Primeiro-Ministro indiano Narendra Modi realizou uma visita oficial de dois dias ao Nepal de 2 a 3 de Agosto. Surpreendentemente, nenhum primeiro-ministro indiano tinha visitado o Nepal, com quem partilha mais de 1.700 quilómetros de fronteiras, nos últimos 17 anos.

 

Modi articulou sua a visão de relacionamento Indo-Nepal com quatro "c": cooperação, conectividade, cultura e constituição. Como parte da sua visão, ele também falou sobre o desenvolvimento de um satélite para ajudar os vizinhos da Índia. Naturalmente, Modi está a piscar o olho à tecnologia tecnologia de satélite como uma ferramenta para a cooperação e connectividade.

 

Podem ler o artigo na totalidade (em inglês) aqui.

Americano eleito pela primeira vez Presidente da COSPAR

Setembro 03, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

O Dr. Lennard A. Fisk foi eleito presidente da Comissão de Pesquisas Espaciais (COSPAR) do Conselho Internacional de Ciência, o primeiro americano a ocupar essa posição. Criado no início da era espacial, a COSPAR promove a investigação científica no espaço a nível internacional e proporciona um fórum de discussão para os cientistas espaciais em todo o mundo.

Um físico solar por formação, Fisk é atualmente professor na Universidade de Michigan. Ele entrou para o corpo docente da universidade, em 1993, depois de 6 anos na NASA como administrador associado de Ciência Espacial e Aplicações. Membro da Academia Nacional de Ciências (NAS), actuou como presidente do Conselho de Estudos Espaciais do Conselho Nacional de Pesquisa (SSB) entre 2003-2008. 

 

Os membros COSPAR são instituições científicas nacionais, principalmente Academias de Ciências. O NAS é o membro norte-americano na COSPAR e o SSB é o Comité Nacional dos Estados Unidos para a COSPAR. A NAS nomeou Fisk para ser o representante dos Estados Unidos para COSPAR em 2012.

Historicamente, o Presidente da COSPAR foi um Europeu e os Estados Unidos e a União Soviética eram eleitos para vice-presidentes. Essa tradição foi interrompida depois do fim da Guerra Fria, mas Fisk é o primeiro americano a ser eleito presidente. É um mandato de 4 anos.

Satélites meteorológicos europeus protegidos pelo Comando americano

Setembro 02, 2014

Vera Gomes

 

 

 

 

O Departamento de Defesa dos EUA vai estender a sua monitorização rigorosa de detritos espaciais a dois satélites meteorológicos de órbita polar europeus, ao abrigo de um acordo anunciado no passado dia 29 de agosto com a EUMETSAT, organização de satélites meteorológicos europeu.

O acordo entre o Comando Estratégico dos EUA e as 30 nações que fazem parte da Eumetsat, adiciona mais uma medida de protecção para os dois satélites MetOp da EUMETSAT, que são a contribuição da Europa para o o sistema Joint Polar EUA-Europa. A National Oceanic and Atmospheric Administration dos EUA opera dois satélites polares seus como parte do sistema.

 

Podem ler mais sobre este acordo aqui.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow