Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Aprenda à borla!

Junho 09, 2015

Vera Gomes

 

 

O site Future Learn, ligado a algumas Universidades inglesas, promove com regularidade cursos online gratuitos.  Está disponível um curso (começou ontem) bastante interessante sobre monitorizaçao do clima a partir do Espaço, que foi desenhado e montado com a ajuda da Agência Espacial Europeia.

 

O curso é ministrado em inglês.

 

Podem ver o programa do curso e inscrever-se aqui.

Marc Garneau fala do aquecimento global e da necessidade estratégica de um programa espacial forte

Junho 08, 2015

Vera Gomes

 

 

Não era previsto ser um discurso político, mas acabou por o ser, pelo menos tendo em conta que Marc Garneau falou sobre duas questões pelas quais ele é apaixonado. Uma dos quais, o meio ambiente e o aquecimento global, poderia ser um tema quente para discussão na próxima eleição federal agendada para segunda-feira 19 de Outubro.

 

Garneau é o membro do parlamento para Westmount - Ville-Marie, na Ilha de Montreal e para aqueles que não sabem, é também um ex-capitão da Marinha, astronauta e presidente da Agência Espacial Canadiana.

Garneau discursou na última sexta-feira, 22 de Maio como o orador principal da manhã na 34ª Conferência Internacional de Desenvolvimento Espacial, em Toronto, que foi co-organizada pela Associação do Comércio Espacial Canadiana.

O discurso de Garneau pode ser dividido em três segmentos. O primeiro foi a história do papel e das realizações do Canadá no espaço. Com um público que foi principalmente estrangeiro, um pouco contexto fazia sentido. Mas foi também uma vantagem para o seu segundo segmento que lidava com o meio ambiente. O Canadá tem uma longa história de sensoriamento remoto e de observação da Terra para o benefício de não só os canadianos, mas também para a comunidade global.

A última parte da sua intervenção abordou o papel futuro para o Canadá como ele o vê. E ele convicto que os pontos de vista que estava a expressar em relação ao futuro programa espacial do Canadá não fazem parte da política liberal, nem devem ser considerados como parte da plataformalLiberal. No entanto, Garneau está numa posição, caso os liberais cheguem ao poder, e se ele é re-eleito, de ter uma influência considerável sobre as decisões do gabinete. Portanto, qualquer coisa que ele diga sobre o futuro do programa espacial do Canadá poderá ser um forte indicador do que o partido liberal faria.

Relatório da Indústria de satélites mostra crescimento da indústria em 2014

Junho 04, 2015

Vera Gomes

 

A Associação da Indústria de Satélites (SIA) divulgou no passado dia 28 de Maio o seu Relatório Anual 2015 sobre a Indústria de satélites, mostrando uma taxa de crescimento mundial de quatro por cento das receitas da indústria de satélites em 2014, bem acima dos três por cento de 2013.

 

Globalmente, as receitas de 2014 para a indústria de satélite totalizaram 203.000 milhões de dólares, acima dos 195,2 bilhiões dólares no ano anterior. O crescimento da indústria foi liderado pelo segmento de serviços de satélite, que viu a sua receita aumentar quatro por cento, para 122.900 milhões dólares. As receitas da indústria de lançamento de satélites aumentou significativamente, elevando-se em mais de nove por cento em 2014. As receitas equipamento de terra para satélites registou um crescimento de quatro por cento, enquanto o fabrico de satélites cresceu um por cento em relação ao ano anterior.

 

Podem ler o relatório completo (em inglês) aqui.

Parabéns Baikonur

Junho 02, 2015

Vera Gomes

 

A União Soviética estabeleceu formalmente o complexo de Baikonur a 2 de Junho de 1955, como um sitio de testes para mísseis intercontinentais (ICBM), embora o primeiro lançamento só ocorreu Maio de 1957. O espaçoporto está agora em território do Cazaquistão e alugado desde 1994 pela Rússia, que nos últimos anos ofereceu mensagens contraditórias sobre quanto tempo vai continuar a usá-lo já que a Rússia está a construir um novo local de lançamento, o Vostochny, em território russo.

 

5_2_1.jpg

 

O Sputnik, o primeiro satélite do mundo artificial, foi lançado a partir de baikonur a 04 de outubro de 1957 e a primeira missão espacial tripulada por Yuri Gagarin foi lançada a 12 de Abril de 1961.

 

 

 

 

Planetário do Porto investe meio milhão para simular o Universo

Junho 01, 2015

Vera Gomes

 

O Planetário do Porto está prestes a reabrir ao público, no próximo dia 3 de Junho, depois de investir cerca de 500 mil euros num novo sistema de projecção digital e na renovação da cúpula em que projecta o Universo.

 

A actualização do sistema informático e de projecção permite aos funcionários do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto exibir simulações de todo o Universo visível, no que resulta em cerca de 13,7 mil milhões de anos-luz disponíveis para exploração em cadeiras reclináveis.

 

"Foi uma autêntica revolução. Costumamos dizer que saímos do século passado e entrámos finalmente no século XXI", disse à Lusa Ricardo Reis, técnico do Planetário que reabre ao público a partir de 03 de Junho.

 

A principal inovação do equipamento da Universidade do Porto reside na substituição do "projetor optomecânico que só projectava estrelas", segundo Ricardo Reis, que sublinha as qualidades do novo projector digital, capaz de exibir vídeo "em todos os 360 graus da cúpula."

 

"Permite-nos simular não só todo o Universo, mas também passar filmes e documentários imersivos", explicou o técnico, salientando o "'software' extremamente complexo que tem por base os dados mais recentes" da cartografia universal.

 

O programa do Planetário do Porto deverá arrancar com três sessões, que variam entre apresentações dedicadas ao público infantil e o ex-líbris do Planetário - uma apresentação feita pela California Academy of Sciences (Academia de Ciências da Califórnia), que "não só se foca na astronomia, mas também na biologia, geologia ou na química, numa verdadeira história cósmica da vida", segundo Ricardo Reis.

 

"De facto, a ciência é interdisciplinar", observa Daniel Folha, director executivo do Planetário do Porto, aludindo à sessão em que é possível "entrar" numa folha de sequoia, enquanto a narração descreve as minúcias da fotossíntese, numa viagem que se estende à origem da matéria e à influência da gravidade na criação de estrelas e planetas.

 

O Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (UP) tem divulgado as sessões de exploração astronómica desde o início dos anos 1990, de acordo com Daniel Folha, algo que então se fazia em planetários portáteis, insufláveis e itinerantes, que viajavam de escola em escola até à inauguração do planetário fixo, em 1998.

 

Desde então, o director executivo do Planetário do Porto congratula-se em receber alunos da licenciatura em Astronomia da Faculdade de Ciência da UP que "começaram a ficar com esse interesse quando o planetário portátil os visitou no ensino básico".

 

"Imagino que muitos alunos tiveram um interesse pelas ciências que foi espoletado por essas visitas", considerou Daniel Folha, sublinhando a importância da "revolução" tecnológica daquelas projecções cósmicas que espera virem despertar "o bichinho pela ciência" em futuras crianças que entrem no edifício para olhar o céu.

 

(retirado daqui)

Dia Mundial da Criança - sorteio

Junho 01, 2015

Vera Gomes

Hoje celebra-se o Dia Mundial da Criança e o Astropolítica tem um pacote espacial para oferecer.

 

O pacote é constítuido por vários presentes, todos relacionados com Espaço, incluindo (mas não só) o puzzle (tamanho A5) que se segue:

 

 

IMG_20150601_114342.jpg

(os meus dotes para fotografia claramente são parcos)

 

 

1- Fazer um gosto na página de Facebook do Astropolitica
2- Preencher o formulário abaixo até ao próximo domingo, dia 7 de Junho (permitida apenas uma participação por endereço de e-mail, participações repetidas não serão consideradas);
 
O vencedor será escolhido aleatoriamente através do Random.org e anunciado aqui na próxima quarta-feira, dia 10 de Junho.
 
Boa sorte a todos. : )

 

 

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow