Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Aos 4 de cada vez é mais rápido

Novembro 17, 2016

Vera Gomes

 

 

No dia em que são lançados 4 satélites da constelação Galileo, fica um vídeo da ESA sobre o estado da constelação. 

 

É a primeira vez que será usado um Ariane 5 para lançar satélites do Galileo. Depois de alguns anos para adaptar e testar o lançador, chegou o momento da verdade. 

 

O lançamento será às 13h06 (hora de Lisboa) e normalmente pode ser visto via webstream a partir do site da Arianespace. 

 

Reino Unido procura ideias para o seu futuro no espaço

Novembro 16, 2016

Vera Gomes

 

A Agência Espacial do Reino Unido lançou uma consulta pública para ideias para uma nova estratégia de implementação das prioridades políticas da sua National Space Policy publicadano final de 2015 (que podem ver aqui). 

 

Será curioso ver o resultado desta nova estatégia espacial britânica e como será moldada pelo Brexit. Assunto a seguir claramente, nos próximos meses. 

 

Os documentos para análise e envio de ideias, sugestões, etc estão disponíveis aqui

Espaço e inovação: a próxima fronteira

Novembro 14, 2016

Vera Gomes

 

Depois de décadas de inovação, os satélites desempenham agora um papel discreto mas de extrema importância no funcionamento ndas sociedades modernas e no seu desenvolvimento económico. Por este motivo, a OCDE publicou no final de Outubro um relatório sobre Espaço e inovação que merece ser lido com atenção. Este relatório presenta as conclusões do projecto OECD Space Forum sobre o estado actual da inovação no sector espacial, com vista a examinar como a inovação no espaço pode produzir impacto numa economia mais abrangente. Novas análises e indicadores contribuem para responder a algumas das seguintes questões: o sector espacial será ainda um impulsionador de inovação no século XXI? O que determina o sector espacial como inovador? E quais são as respostas políticas para encorajar e promover uma melhor e mais eficiente inovação relacionada com espaço?

 

É possível ler um resumo bastante interessante do trabalho desenvolvido para este estudo aqui. Podem fazer download (não gratuito) aqui

Trump venceu as eleições. O que isso significa para o programa espacial americano?

Novembro 09, 2016

Vera Gomes

 

Trump durante a sua campanha nunca fez grandes referências a qual seria a sua posição sobre o programa espacial americano, com excepção das últimas semanas de campanha. Tanto Trump como os Senadores chave que controlam o orçamento da NASA e da NOAA são cépticos assumidos das alterações climáticas, o que leva a crer a mudanças relacionadas com serviços espaciais aliados a esta àrea. NAs outras àreas, tanto Trump como os seus apoiantes, apoiaram a ideia da liderança espacial dos EUA com uma exploração espacial ousada que inclui parceiros internacionais e comerciais. Dois conselheiros espaciais, Robert Walker e Peter Navarro, escreveram um editorial na Space News anunciando algumas das possíveis medidas a serem implementadas pela administração.

 

Robert Walker apresentou nas semanas anteriores à campanha um projecto de politica espacial que supostamente traria uma mudança real em assuntos de espaço. Além da reinstituição do National Space Council  na Casa Branca para assegurar uma apropriada coordenação de assuntos relacionados com espaço, as medidas apresentadas incluem um maior foco em voos tripulados, devesenvolvimento de tecnologias incluindo pequenos satélites, e maior comercialização da órbita baixa da Terra. Walker afirmou explicitamente que ciências terrestres (que a NASA utiliza por exemplo para controlo das alterações climáticas) teriam um enfâse bem mais reduzido do que até agora naquilo que deverá ser o focus da Nasa para os próximos anos. 

 

Quanto à segurança nacional em termos de espaço, no editorial publicado, Walker e Navarro reforçaram que as prioridades de Trump incluirão a redução de vulnerabilidades, assegurar que os comandos terão as ferramentas que necessitam, reduzir o custo de acesso ao espaço e criar uma nova geração de satélites para lidar com ameaças emergentes. 

 

As declarações de Trump e os editoriais assinados por próximos de si, fazem prever apenas o que poderá ser a sua presidência em matérias relacionadas com espaço. Até ao momento em que a administração Trump submeta o seu primeiro orçamento para votação do Congresso, as informações partilhadas até agora não passarão de meras suposições do que irá realmente acontecer. 

 

 

A nova estratégia espacial da União Europeia

Novembro 09, 2016

Vera Gomes

No passado dia 26 de Outubro, a Comissão Europeia lançou a Estratégia Espacial Europeia. Depois de cerca de um ano de trabalho, onde foram feitas consultas públicas e workshops para ouvir o que a Europa quer do espaço, o documento foi apresentado no recinto da European Space Expo em Bruxelas, na presença  do Vice Presidente da Comissão Europeia Maroš Šefčovič, a Comissária responsável pela área do Espaço, Elżbieta Bieńkowska, o Director Geral da ESA, Jan Woerner e ainda representantes da indústria espacial entre outros. 

 

  

A nova estratégia espacial que marcará o rumo da União Europeia para os próximos anos, abrange quatro pontos principais: 

  1. Maximizar os benefícios do espaço para a sociedade e a economia europeia;
  2. Promover um sector espacial europeu globalmente competitivo e inovador
  3. Reforçar a autonomia europeia no acesso ao espaço e usar o espaço como um ambiente seguro
  4. Reforçar o papel da Europa como um actor global e promover a cooperação internacional. 

 

O documento lista as principais acções a implementar no futuro e o programa de trabalho para 2017 da Comissão Europeia recentemente aprovado, contempla já a implementação da Estratégia Espacial como sendo uma das 10 prioridades para o ano que vem. 

 

O documento ppode ser consultado na integra, assim como os resultados da consulta pública e ainda um conjunto de perguntas e respostas, aqui. Amahã, o Comité ITRE do Parlamento Europeu, responsável por discutir questões relacionadas com Espaço, irá promover uma audiência pública sobre a Estratégia Espacial Europeia e pode ser seguida via webstream aqui a partir das 15h (hora local em Bruxelas). 

 

De acrescentar, que no mesmo evento, a Comissão Europeia e a ESA assinaram um memorando conjunto estabelendo visão e objectivos comuns para os anos vindouros. 

 

 

Innovation Sessions - Aeronaútica e Energia

Novembro 08, 2016

Vera Gomes

 

A sessão de lançamento das 'Innovation Sessions', que se realiza no próximo dia 21 de Novembro em Bruxelas, vai juntar atores nacionais e europeus, da indústria e investigação, dos sectores da Aeronáutica e Energia com a Comissão Europeia para debater estratégia, políticas e oportunidades, que serão complementadas por tendências tecnológicas e agendas de investigação e inovação de associações sectoriais.

 

Com a participação do Comissário da União Europeia para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, a primeira sessão foca os temas Energia para o Desenvolvimento Sustentável e Aeronáutica como Driver de Inovação.

 

O evento prevê sessões setoriais às 16h30 dedicadas à apresentação de todos os inscritos no evento - empresas, universidades e plataformas tecnológicas de diferentes Estados Membros da União Europeia -, uma oportunidade para os participantes portugueses se promoverem perante a Comissão Europeia e potenciais parceiros europeus.

 

A participação é gratuita, mas requer um registo prévio até dia 14 de Novembro e podem ser feito aqui. Podem consultar o programa aqui

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow