Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

Astropolítica

"Se se pudessem interrogar as estrelas perguntar-lhes-ia se as maçam mais os astrónomos ou os poetas." Pitigrilli

3 a 5 de Julho, em Lisboa, Ciência 2017 - Encontro com a Ciência e Tecnologia em Portugal

Junho 29, 2017

Vera Gomes

unnamed.jpg

 

 

O Ciência 2017 - Encontro com a Ciência e Tecnologia em Portugal, a mais importante e diversificada reunião nacional de investigadores de diferentes instituições e áreas do conhecimento, regressa ao Centro de Congressos de Lisboa, de 3 a 5 de Julho. Esta edição tem como país convidado a Índia.

A abertura dos trabalhos terá lugar no dia 3 de Julho, segunda-feira, às 09.30, na presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e do Presidente da Comissão de Educação e Ciência da Assembleia da República, Alexandre Quintanilha. Entre vários oradores convidados do primeiro dia destaca-se o responsável científico da Agência Espacial Indiana, P.G. Diwakar.

O encontro irá reflectir os principais temas e desafios que orientam a actividade da comunidade científica portuguesa, juntando no mesmo fórum mais de 400 oradores, 6 sessões plenárias, 60 sessões paralelas, mais de 700 posters de alunos de doutoramento e milhares de participantes. Haverá ainda 50 demonstrações onde os participantes poderão conhecer, de uma forma prática e por vezes lúdica, projectos de investigação em curso. As sessões plenárias focam desafios específicos da ciência em Portugal e contam com a participação de figuras de referência, nacionais e estrangeiras.

Consulte o programa detalhado.

A Ciência Viva participa em quatro sessões dedicadas ao espaço, ao turismo do conhecimento, à agricultura sustentável e às competências digitais. Também este ano algumas sessões científicas serão abertas por jovens estudantes que participaram em projectos e iniciativas Ciência Viva.

Este encontro anual, aberto a toda a comunidade científica, empresas, decisores políticos e ao público em geral tem entrada livre.

Reserve já o seu lugar.

A edição deste ano assinala os 50 anos da criação da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica e os 20 anos da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Esta iniciativa conta com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e é organizado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia em colaboração com a Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e a Comissão Parlamentar de Educação e Ciência. Tem como Comissário Luís Magalhães, que foi o 1.º Presidente da Fundação da Ciência e Tecnologia.

Espaço “desce” à Terra em Coimbra no próximo mês de julho

Junho 26, 2017

Vera Gomes

1353409295_visit-torre-big.jpg

 

Tudo vai acontecer durante as iniciativas Escola de Astronautas e Coimbra Space Summer School, promovidas pela Universidade de Coimbra e pelo Instituto Pedro Nunes, entre 10 e 15 de julho.

 

Ensinar como ser um astronauta e estimular negócios inspirados no Espaço são os principais objetivos de, respetivamente, cada uma das iniciativas.

 

A Escola de Verão - Como ser Astronauta, dirigida a 40 alunos do ensino secundário com curiosidade em saber como é a vida no Espaço – e, quem sabe, ser astronauta – tem a duração de quatro dias, de 10 a 13 de julho.

 

A iniciativa é organizada pelo Departamento de Física da Universidade de Coimbra (UC), pelo Observatório Geofísico e Astronómico da UC e pelo Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP Coimbra) e já tem programa provisório disponível. A pré-inscrição pode ser feita através do email escola.astronautas@lip.pt.

 

A escola será dividida em módulos, cada um correspondendo a um domínio do processo de seleção de astronautas: fisiologia, experiência de voo, línguas estrangeiras, formação académica, técnica e científica, psicologia, habilidade para trabalhos de construção e de reparação e atividades físicas. No âmbito do módulo da formação técnica e científica, são colocados em contacto alunos e empresas nacionais com ligação ao setor espacial, explicam os promotores da iniciativa numa nota enviada à imprensa.

 

Simultaneamente, o Instituto Pedro Nunes e o Observatório Geofísico e Astronómico da Universidade de Coimbra estão à procura de ideias que tragam tecnologia do Espaço para o dia-a-dia da Terra. O desafio é lançado pela Coimbra Space Summer School a jovens investigadores, estudantes e empreendedores que, durante três dias, de 13 a 15 de julho, terão a oportunidade de criar uma proposta de negócio em torno do Espaço.

 

De participação gratuita, a Coimbra Space Summer School decorre nas instalações do Observatório Geofísico e Astronómico da UC e conta com colaboração da Incubadora de Empresas da Agência Espacial Europeia em Portugal (ESA BIC Portugal). As inscrições já estão abertas e podem ser feitas em grupo ou individualmente.

 

O programa decorre das 9h30 às 22h00 e inclui Sessões Espaço e Sessões Business para os participantes aprenderem sobre as duas vertentes e como ligá-las. Será também feita uma apresentação final de projetos à comunidade científica e de negócio em torno da transferência de tecnologia do Espaço e aplicações terrestres, a mentores e investidores.

 

Além da exploração de oportunidades de negócio com tecnologia espacial, o programa inclui atividades lúdicas, bem como oportunidades de networking entre os participantes, organização, formadores e convidados da iniciativa.

 

Para motivar as hostes, a "semana espacial" de Coimbra terá a presença de Mikhail Kornienko, que vai estar no Departamento de Física da Universidade de Coimbra no dia 13 de julho, pelas 14h30, para a palestra “Como Ser Astronauta”. O cosmonauta russo, colega de Scott Kelly, esteve a bordo da Estação Espacial Internacional 340 dias consecutivos, a segunda mais longa estadia de um ser humano no Espaço.

 

(retirado daqui)

Brexit ou não? Eis a questão!

Junho 23, 2017

Vera Gomes

mixpzCor.jpg

 

O Brexit está a turvar as perspectivas das startups espaciais britânicas.

 

A incerteza sobre como o Reino Unido vai sair da União Européia significa que as empresas não sabem como poderão participar em futuras missões da UE ou terão acesso a programas de pesquisa da UE. As Startups advertem que um Brexit "difícil" poderia ser desastroso para elas.

 

As negociações do brexit começaram na segunda feira passada e deverão decorrer durante no máximo dois anos.

 

Podem saber mais aqui.

 

 

Procuram-se ideias que tragam tecnologia do Espaço para o dia-a-dia da Terra

Junho 22, 2017

Vera Gomes

tek space summer school

 

O Instituto Pedro Nunes e o Observatório Geofísico e Astronómico da Universidade de Coimbra voltam a promover uma iniciativa que incentiva os jovens a criarem um negócio baseado em recursos tecnológicos usados no Espaço.

 

O desafio é lançado em mais uma Coimbra Space Summer School, uma iniciativa que durante três dias, de 13 a 15 de julho, recebe estudantes, investigadores e empreendedores com vista à partilha de experiências e debate de ideias que possam levar à implementação de um novo negócio.

 

Neste caso, pensa-se sobre quais as tecnologias e os recursos tecnológicos utilizados em missões espaciais que podem ser aproveitados para criar soluções inovadoras para diversas áreas do dia-a-dia no planeta Terra - transportes, ambiente, agricultura, bem-estar, entre outras.

 

Com o apoio da Incubadora de Empresas da Agência Espacial Europeia em Portugal, já são 13 as empresas portuguesas a fazer uso da tecnologia espacial para reinventar o mundo empresarial. A Connect Robotics é um desses exemplos. Através do uso de um drone, a empresa fez uma demonstração da distribuição do correio pelos CTT.

 

Várias outras empresas utilizaram tecnologia no espaço para criar soluções para problemas sociais, como é o caso da Findster que, através da geolocalização, veio permitir o controlo total da localização das crianças e animais de estimação, e da Space Layer Technologies que, com os dados de satélite de Observação da Terra, emite alertas sobre a qualidade do ar a pessoas com doenças respiratórias.

 

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas, em grupo ou individualmente, até dia 6 de julho.

 

A Coimbra Space Summer School está integrada numa iniciativa mais alargada dedicada ao Espaço, que decorre na cidade das capas negras e que também prevê a possibilidade de fazer perguntas ao cosmonauta russo Mikhail Kornienko, um dos homens que mais dias seguidos passou na Estação Espacial Internacional.

 

(retirado daqui e daqui)

Rússia, Nasa e Esa na Lua?

Junho 21, 2017

Vera Gomes

rsz_shutterstock_363343838-e1488217795507.jpg

 

O chefe da Roscosmos disse que espera que a Rússia coopere com a NASA e a ESA no desenvolvimento de uma estação de "gateway" cislunar.

 

Igor Komarov, no Paris Air Show na passada segunda-feira, disse que espera que a Roscosmos participe no Deep Space Gateway, o conceito da NASA para uma instalação tripulada para operar em órbita lunar ou noutro lugar no espaço cislunar, para servir como banco de provas para futuras missões para Marte. Komarov disse que papéis específicos para Roscosmos e outras agências no projceto ainda não foram determinados.

 

Para saber mais, clique aqui.

Astros, antas e a arqueoastronomia em Portugal

Junho 20, 2017

Vera Gomes

19055831_10156278595218696_2540429105678578591_o.j

No próximo dia 22 de Junho (5.ª feira), pelas 21h, no Museu Municipal de Coruche, iráreceber o investigador e arqueoastónomo Fábio Silva, para nos falar de Astros e Antas.

Fica a pergunta:  "Qual a importância dos astros para os constutores de antas, nomeadamente para as primeiras comunidades pré-históricas de pastores e agricultores que olhavam o céu...?!"

A entrada é livre.
Saiba mais em www.museu-coruche.org

 

O incêndio de Pedrógão Grande visto do espaço

Junho 19, 2017

Vera Gomes

Imagens de satélite da NASA mostram o grande incêndio que lavra há um dia na zona de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra.

 

Imagem de satélite captada a 17 de Junho pela NASA Wordview

Uma imagem de satélite da NASA, captada este sábado, 17 de Junho, permite ver claramente uma imensa coluna de fumo oriunda do grande incêndio que lavra em Pedrógão Grande, na zona de Leiria, há um dia.

 

O fumo dos incêndios que alastram em Portugal pode ser visto a partir das imagens do site NASA Worldview, onde o incêndio no distrito de Leiria é bem visível.

 

O site da NASA Worldview permite accionar filtros que identificam incêndios, colocando uma bola vermelha nos pontos onde estes lavram. Apesar de a imagem de satélite da Península Ibérica ainda não ter sido captada este domingo, já é possível ver os focos do incêndio de grandes dimensões naquela zona do país.

 

( retirado daqui )

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Follow